EMELINA, A LOUCA DE VENTOS DO APOCALIPSE – E O GUIA PARA A FELICIDADE E O SOFRIMENTO...

Ianá Souza Pereira

Resumo


O artigo pretende discutir a personagem Emelina do romance Ventos do apocalipse, da moçambicana Paulina Chiziane: uma mulher que enfrenta os horrores da guerra e a opressão da ordem sexista de sua aldeia. É uma personagem apresentada ao leitor como alguém que sonega informações sobre seu estado de alma; não sabemos ao certo a que atribuir sua tristeza e sua melancolia – sabemos apenas que os aldeões a consideram louca, e também que muito desse seu estado de espírito está associado à guerra e à sua condição de mulher no grupo de refugiados. Emelina é uma personagem que oscila entre a tristeza e a loucura, apresentando sempre a fluidez de sua identidade social. Sua caracterização diz muito mais dos medos e das ansiedades de uma mulher do que da guerra em si. Diz também sobre as possibilidades e impossibilidades da felicidade e do sofrimento para as mulheres num espaço em que impera o abuso do poder arbitrário e absoluto dos homens.


Palavras-chave


Ventos do apocalipse; Emelina; Felicidade; Sofrimento; Loucura.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/cadsem.2018.30983

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1414-4298 | e-ISSN: 1806-9142

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.