A POÉTICA DOS RESÍDUOS EM QUARTO DE DESPEJO: POR UMA DIETÉTICA DA ESCASSEZ

Michelle Cristine Medeiros Jacob, Viviany Moura Chaves

Resumo


O escritor Roland Barthes já dizia que a literatura é um monumento por excelência, pois através dela pode-se discutir qualquer coisa. Em verdade a literatura traz possibilidades de estudos para compreender fenômenos ligados à condição humana. A obra Quarto de despejo de Carolina Maria de Jesus foi utilizada neste estudo como objeto de conhecimento, como corpus de pesquisa. Negra e pobre, Carolina se revela através dos seus diários como uma escritora afro-brasileira que enaltece temáticas de caráter social e proibitivo para a época dos anos 60. Nesse sentido, um dos temas mais marcantes e inarredáveis de sua obra é a mazela da fome. Este estudo objetiva compreender o papel da escrita como via para subjetivação e enfrentamento da situação de precariedade alimentar vivenciada pela poetisa. Por meio dos escritos de Carolina, acredita-se que a escrita funciona como mecanismo para produção de uma poética da dignidade no contexto da fome.

Palavras-chave


Literatura; Fome; Carolina Maria de Jesus; Quarto de despejo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/cadsem.2018.29997

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1414-4298 | e-ISSN: 1806-9142

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.