O CORPO DA BICHA PRETA LAFAYETTE E A POLÍTICA DO DESAMOR NA LITERATURA DE CHARLAINE HARRIS

Nilton MILANEZ

Resumo


Neste artigo discuto o modo como o corpo constrói umposicionamento social e histórico para o gay nos livros Morto até oamanhecer e Vampiros em Dallas da escritora norte-americana CharlaineHarris. Para tanto, focalizo, particularmente, as formas como um de seuspersonagens, Lafayette, é conduzido na trama. Sob essa perspectiva,problematizo as unidades que constroem um livro como também arelação entre a morfologia corporal e os saberes que ela produz para acirculação de discursos sobre o gay. Demonstro, portanto, como a línguamaterializa, na escrita de Harris, discursos em torno de uma política dasegregação e do desafeto no que concerne ao amor entre rapazes.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/cadsem.2014.14492

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1414-4298 | e-ISSN: 1806-9142

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.