SOBRE MENINOS E SOLDADOS: HOMOEROTISMO E SUBVERSÃO DE PAPÉIS DE GÊNERO NUMA RELEITURA CONTEMPORÂNEA DA PRIMEIRA GUERRA MUNDIAL

Denise Borille de ABREU

Resumo


O ano de 2014 marca o centenário de eclosão da PrimeiraGuerra Mundial e, das várias possibilidades de releituras contemporâneasdesse evento, destaca-se o romance Regeneration (1991), da escritorainglesa Pat Barker. A narrativa ficcionaliza as conversas que teriamacontecido entre três poetas de guerra ingleses (Wilfred Owen, SiegfriedSassoon e Robert Graves) durante a estada dos mesmos no HospitalCraiglockart’s – um hospital de guerra para tratamento psiquiátrico deoficiais do exército britânico, localizado na Escócia. Enfoque especialé dado para uma suposta relação entre Owen e Sassoon. Este artigoaborda, de maneira mais enfática, como os papéis tradicionais de gênerosão renegociados na metaficção de Pat Barker. No hiato entre doisextremos, a história é regenerada: os homens expõem sua fragilidade,as mulheres trabalhadoras conquistam direitos iguais aos dos homens ea roda dinâmica da história parece engendrar uma evolução em rumo anovos caminhos para a humanidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/cadsem.2014.14489

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1414-4298 | e-ISSN: 1806-9142

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.