LITERATURA COMPARADA E ADAPTAÇÃO CINEMATOGRÁFICA: A MARCHA DE SOLDADOS DE SALAMINA

Samantha BORGES, André Soares VIEIRA

Resumo


O artigo tem como objetivo discorrer sobre as relaçõesentre literatura e cinema a partir da adaptação cinematográfica daobra Soldados de Salamina, de Javier Cercas. Para fundamentar aanálise realiza-se uma introdução sobre a literatura comparada,com base em autores como Coutinho e Carvalhal. Em seguida, ofoco recai sobre os desdobramentos da literatura comparada noséculo XX, momento em que a área se consolida como espaçopossível de estudos sobre adaptação nas mais diferentes mídias.Com base na teoria da adaptação de Hutcheon e na metodologia deanálise adaptativa de Stam, que fixa como elementos de abordagem“personagens”, “permutas e modificações da história”, “autoria” e“contexto”, conclui-se que Soldados de Salamina se enriquece com o processo adaptativo, pois a partir dele se apresenta apossibilidade de novas leituras da narrativa.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/cadsem.2013.12020

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1414-4298 | e-ISSN: 1806-9142

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.