Considerações sobre a toponímia acreana: as marcas culturais deixadas pelos desbravadores nordestinos em nomes de seringais e colocações

Alexandre Melo de SOUSA

Resumo


Neste artigo objetivamos discutir alguns aspectos referentes à toponímia dos seringais e colocações acreanas, num enfoque etnolinguístico. Prioriza-se investigar as marcas da cultura nordestina que possivelmente estejam refletidas nos topônimos selecionados. Essa escolha não é fortuita, uma vez que a história da formação acreana revela, como um de seus principais personagens, o grupo humano (a maior parte proveniente do Ceará) nordestino, que chegou ao território para trabalhar na extração do látex, favorecendo a formação dos seringais, do Estado e da própria cultura do lugar.

Palavras-chave


Toponímia; Léxico; Etnolinguística; Acre; Seringais; Colocações

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/cadsem.2010.10245

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1414-4298 | e-ISSN: 1806-9142

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.