PARAÍSOS PERDIDOS OU PRESERVADOS: OS MÚLTIPLOS SENTIDOS DA CIDADANIA EM ÁREAS DE PROTEÇÃO AMBIENTAL

Virgínia Villas Boas Sá Rego

Resumo


DOI: 10.12957/periferia.2009.3430

Este trabalho busca refletir sobre a complexidade do termo cidadania, que pode assumir múltiplos sentidos e ser utilizado em diversos contextos: como conceito teórico das Ciências Sociais, como categoria orientadora do discurso jurídico-administrativo ou enunciada pelos atores sociais no decorrer das lutas políticas em defesa de seus interesses e necessidades. Insere-se na pesquisa desenvolvida no Doutorado em Meio Ambiente (PPGMA) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)ii sobre os processos participativos na gestão de duas áreas de proteção ambiental (APA), Unidades de Conservação da Natureza de uso sustentável, situadas na Bacia Hidrográfica do Rio Macaé (RJ), que podem ser reconhecidas por apresentarem certa identidade geográfica, histórica e cultural: APA Estadual de Macaé de Cimaiii e APA Municipal do Sanaiv.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/periferia.2009.3430

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil  

Revista Periferia,uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação, Cultura e Comunicação em Periferias Urbanas – PPGECC/UERJ