ANÁLISE DO PLANO DE GESTÃO AMBIENTAL DE ESTÁDIO DE FUTEBOL NO RIO DE JANEIRO, RJ, BRASIL

Bianca Alves Lima Ribeiro, Carlos José Ruffato Favoreto, Janice Rezende Vieira Peixoto, Josimar Ribeiro de Almeida

Resumo


Dado a expressividade do estádio Jornalista Mário Filho (Maracanã) e a necessidade contínua no aprimoramento dos procedimentos ambientais do referido estádio, esse trabalho tem com objetivo analisar seu Plano de Gestão Ambiental. Destaca-se para a identificação de novos impactos ambientais decorrentes de sua operação, bem como sua análise e apresentação das respectivas medidas mitigadoras. Para isso, houve profundo estudo do empreendimento bem como embasameto teórico quanto a bibliografia temática. Como resultado, este trabalho traz a sugestão de novos impactos ambientais identificados resultantes da operação do estádio, além de suas respectivas medidas mitigadoras. Ademais apresenta uma reavaliação comparativa dos impactos identificados no Plano de Gestão Ambiental, com a adição de novos atributos. Dessa forma, a análise dos impactos pode ser realizada de forma mais completa. Assim, este estudo atua como um referencial para análise no que tange a identificação e avaliação dos impactos ambientais gerados pela operação do estádio e suas respectivas medidas mitigadoras. Como consequência, a gestão ambiental realizada atualmente no Maracanã pode ser continuamente potencializada.

DOI: 10.12957/ric.2015.19305


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/ric.2015.19305

Direitos autorais


 

ISSN: 2316-7041 | Indexada em:

 

Licença Creative Commons

A Revista Internacional de Ciências está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.