O avanço do conservadorismo no campo da saúde mental e drogas e as Comunidades Terapêuticas no Estado do Rio de Janeiro: uma análise do PL 565/2019

Rachel Gouveia Passos, Tathiana Meyre da Silva Gomes, Tiago Braga do Espírito Santo

Resumo


O presente artigo problematiza o avanço conservador no campo da saúde mental e drogas, tendo como uma de suas expressões o espraiamento das comunidades terapêuticas que, por sua vez, avançam no cenário político e seguem disputando o financiamento e o direcionamento das políticas de saúde mental e drogas. Nesse sentido, o artigo objetiva analisar o Projeto de Lei no 565/2019 como fenômeno político que expressa a capitulação de forças em torno do projeto de fortalecimento das comunidades terapêuticas no interior da Rede de Atenção Psicossocial no estado do Rio de Janeiro

 

Palavras-Chave: comunidades terapêuticas; drogas; saúde mental.

 

 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/rep.2022.63529

 

 

                                              

ISSN: 1414-8609 | e-ISSN: 2238-3786 JournalDOI: http://doi.org/10.12957/rep

Licença Creative Commons