O racismo na/da política proibicionista brasileira: redução de danos como antídoto antirracista

Lucia Cristina dos Santos Rosa, Thaís de Andrade Alves Guimarães

Resumo


Neste ensaio, objetiva-se analisar o racismo constitutivo na e da política proibicionista brasileira sobre drogas, apresentando os elementos que a configuram como uma política racializada e interseccionada. Na perspectiva de enfrentamento desse quadro, é apresentada a redução de danos como antídoto antirracista.

 

Palavras-Chave: proibicionismo; redução de danos; políticas de drogas; racismo; antirracismo.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/rep.2020.47204

 

 

                                              

ISSN: 1414-8609 | e-ISSN: 2238-3786 JournalDOI: http://doi.org/10.12957/rep

Licença Creative Commons