Universidade e mercado de trabalho: a trajetória social dos alunos cotistas egressos da Faculdade de Serviço Social da Uerj | University and the labor market: the social trajectory of quota graduate students from the College of Social Work at the State University of Rio de Janeiro

Clarissa Fernandes do Rêgo Barros

Resumo


Este artigo tem como objetivo apresentar os resultados da pesquisa qualitativa realizada no doutorado, relacionando educação, política de ação afirmativa na universidade e inserção no mercado de trabalho com 11 alunos cotistas egressos da Faculdade de Serviço Social da Uerj. Os dados apresentados resultam da análise da trajetória social dos estudantes cotistas ao longo da formação na Educação Básica, do ingresso e conclusão na universidade e da inserção no mercado de trabalho. Assim, buscou-se identificar as particularidades, dificuldades, conquistas e possíveis mudanças socioeconômicas alcançadas a partir das políticas de ação afirmativa, tendo como base os princípios normativos de igualdade substancial, justiça social e de eventual mobilidade social, derivadas da profissionalização e do alcance de melhores colocações no mercado de trabalho para este grupo étnico-social específico beneficiado pelas cotas na Uerj.

Palavras-Chave: educação; trabalho; política de ação afirmativa; ensino superior.

 

Abstract – This article aims to present the results of the qualitative research carried out in the doctorate’s research connecting education, affirmative action policy in the university, and the insertion in the job market with 11 students from the College of Social Work at the State University of Rio de Janeiro (Uerj). The data presented is based on the analysis of the social trajectory of the quota students along their formation in basic education, access to the university, graduation, and insertion in the labor market. In this way, it is sought to identify the peculiarities, difficulties, achievements, and possible socioeconomic changes achieved from the affirmative action policies, based on the normative principles of substantial equality, social justice, and possible social mobility, derived from the professionalization and the reach of better job market placements for this specific social ethnic group benefited by the quotas at Uerj.

Keywords: education; labor; affirmative action policy; higher education.

 

 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/rep.2019.42538

 

 

                                              

ISSN: 1414-8609 | e-ISSN: 2238-3786 JournalDOI: http://doi.org/10.12957/rep

Licença Creative Commons