À PARTE: As Ciências Sociais no Brasil - trajetória, história e institucionalização

José Segatto, Edison Bariani

Resumo


A trajetória do pensamento social no Brasil remonta à segunda metade do século XIX e envolve muitas correntes, linhagens e famílias intelectuais que enformam as Ciências Sociais no Brasil. Por isso, há controvérsias quanto à fundação das Ciências Sociais, considerada, de um lado, por meio da trajetória histórica, e, de outro, pela institucionalização do trabalho científico. O debate ganha complexidade quando são considerados os marcos fundadores, as características, o significado e as implicações dessa institucionalização que, longe de esclarecer a questão, cria novos problemas para o entendimento e avaliação do processo. Rediscutir as circunstâncias histórico-sociais e as configurações intelectuais de sua fundação e desenvolvimento, entendemos ser pertinente e necessário, sendo esse o propósito deste artigo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/rep.2010.2922

 

 

                                              

ISSN: 1414-8609 | e-ISSN: 2238-3786 JournalDOI: http://doi.org/10.12957/rep

Licença Creative Commons