Introdução aos complexos categoriais do ser social

Ricardo Lara

Resumo


O artigo tem como objetivo abordar introdutoriamente os complexos categoriais trabalho, reprodução, ideologia e estranhamento da obra Para uma ontologia do ser social, de György Lukács. Os complexos mais importantes do ser social, analisados pelo pensador húngaro, apresentam genuína unidade na diversidade; são categorias que coexistem dialeticamente na vida cotidiana, por isso, oportunizam elaborações teórico-filosóficas para os estudos das relações sociais numa autêntica perspectiva de totalidade. A exposição das categorias teóricas enquanto complexos categoriais busca oferecer elementos para interpretação da obra lukacsiana e, por conseguinte, do método marxista de análise da realidade social.

Palavras-chaves: trabalho; reprodução; ideologia; estranhamento.

DOI: 10.12957/rep.2015.21072


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/rep.2015.21072

 

 

                                              

ISSN: 1414-8609 | e-ISSN: 2238-3786 JournalDOI: http://doi.org/10.12957/rep

Licença Creative Commons