Giorgio Agamben e Simone Weil, críticos da tradição jurídica romana / Giorgio Agamben and Simone Weil, critics of the roman legal tradition.

Benjamim Brum Neto

Resumo


DOI: 10.1590/2179-8966/2022/60602.

Resumo

Investigamos uma importante referência de Giorgio Agamben, a qual até o momento teve pouco peso nas interpretações que a literatura secundária tem feito a respeito de seu pensamento político-jurídico. Argumentamos que apesar de praticamente nunca se referir a ela explicitamente, os escritos de Simone Weil são uma companhia constante de Agamben. Nos interessamos particularmente pelo ensaio de Weil A pessoa e o sagrado, sobre o qual Agamben se debruçou já em sua tese de láurea em direito.

Palavras-chave: Pessoa; Sagrado; Direito.

Abstract

We investigate an important reference of Giorgio Agamben, which up to now has had little weight in the interpretations that the secondary literature has made regarding his political-legal thinking. We argue that although he hardly ever refers to her explicitly, Simone Weil's writings are a constant companion of Agamben. We are particularly interested in Weil’s essay The Person and the Sacred, which Agamben has already dealt with in his laurea dissertation in law.

Keywords: Person; Sacred; Law.


Palavras-chave


Pessoa; Sagrado; Direito / Person; Sacred; Law.

Texto completo:

PDF
';



Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Rua São Francisco Xavier, 524, S-E - Maracanã - Rio de Janeiro (RJ), Brasil - CEP: 20.550-013 - Email: 
direitoepraxis@gmail.com - ISSN: 2179-8966