Expressões faciais de emoção em bebês: importância e evidências

Deise Maria Leal Fernandes Mendes, Maria Lucia Seidl de Moura

Resumo


As expressões emocionais de bebês têm despertado crescente interesse, refletindo a grande importância atribuída a suas habilidades para lidar com emoções. Sua capacidade de produzir e reconhecer expressões faciais de emoção parece central para se compreender o desenvolvimento infantil, seja cognitivo, afetivo ou social. Com o objetivo de favorecer futuros trabalhos, discutem-se as lacunas encontradas na literatura voltada para expressões faciais de emoção em bebês, e a conveniência de se adotar uma perspectiva sociocultural e evolucionista na formulação de hipóteses e produção de novos estudos empíricos. Fica evidente a necessidade de mais investigações realizadas em ambiente natural e de estudos longitudinais.

Palavras-chave


Expressões emocionais; Expressões faciais; Afetividade; Sorriso; Interação mãe-bebê

Texto completo:

PDF HTML


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2009.9105

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com