Psicologia e história no pensamento social de Manoel Bomfim

Francisco Teixeira Portugal

Resumo


Este artigo disserta sobre categorias relevantes para a psicologia conforme elaboradas por Manoel Bomfim nas primeiras décadas do século XX. Bomfim teceu considerações conceituais ricas para uma abordagem histórica e social da psicologia. Seu livro central de psicologia advoga em defesa de uma concepção processual de psiquismo suplantando de maneira eloquente algumas dicotomias que marcaram a institucionalização das abordagens psicológicas nas universidades dividindo e reificando os aspectos individuais e os sociais, biológicos e psíquicos. O trabalho termina indicando como essas propostas revelam no plano conceitual de uma psicologia seu envolvimento com projetos coletivos relacionados à vida republicana e à função da educação.

Palavras-chave


Manoel Bomfim; Psicologia; Pedagogium; Primeira República; Educação

Texto completo:

PDF HTML


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2010.8984

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com