Transtorno de ansiedade social e habilidades sociais de falar em público: estudo experimental

Antonio Paulo Angélico, José Alexandre S. Crippa, Sonia Regina Loureiro

Resumo


O falar em público tem sido considerado um importante estressor psicossocial. Objetivou-se, comparar e caracterizar o repertório de habilidades sociais apresentado por universitários portadores de Transtorno de Ansiedade Social (TAS) e não portadores frente a uma situação experimental estruturada, o Teste de Simulação de Falar em Público (TSFP). Participaram 26 universitários, sendo 13 com diagnóstico de TAS (grupo caso de TAS) e 13 não portadores de transtornos psiquiátricos (grupo não-caso). Esses grupos não apresentaram diferenças significativas para a maioria dos marcadores comportamentais de ansiedade. Um número maior de sujeitos do grupo não-caso foi avaliado como apresentando um nível de habilidades sociais apropriadas para falar em público, em comparação ao grupo caso. Os grupos diferiram significativamente na maioria dos itens indicativos da habilidade de falar em público do Inventário de Habilidades Sociais (IHS-Del-Prette). Considera-se que a avaliação por meio do TSFP pode favorecer o planejamento de programas de treinamento em habilidades sociais.

Palavras-chave


Transtorno de ansiedade social; falar em público; habilidades sociais; ansiedade; universitários

Texto completo:

HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2012.8302

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com