Corpo, Tempo, Espaço e Outro como Condições de Possibilidade do Vivido (Psico)patológico

Camila Pereira de Souza, Lucas Guimarães Bloc, Virginia Moreira

Resumo


Corpo, tempo, espaço e Outro são as bases que constituem nossa experiência intersubjetiva. Nomeadas aqui como categorias fenomenológicas, elas são uma ferramenta para a compreensão do mundo vivido (psico)patológico, pois em suas alterações se desvelam a estrutura da experiência de adoecer. Este artigo tem como objetivo desenvolver um estudo teórico a respeito das condições que possibilitam o aparecimento dos mundos vividos (psico)patológicos na perspectiva de uma fenomenologia clínica da ambiguidade. A perda de comunicação vital com o mundo característica das alterações corporais, a dessincronização da experiência temporal, o espaço vazio e sem significações atrelado a um prejuízo na relação dialética Eu-Outrem forma o eixo nuclear de sustentação dos mundos vividos (psico)patológicos, ilustrados aqui por meio dos modos de funcionamento na depressão melancólica e na esquizofrenia. Concluímos que estas categorias se atravessam mutuamente e sua divisão é apenas de ordem didática. Elas precisam ser compreendidas globalmente para alcançarmos as experiências de adoecer.

Palavras-chave


fenomenologia; clínica; psicopatologia

Texto completo:

HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2020.56660

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com