A networking model. The case of the International Center for Genetic Epistemology

Marc J. Ratcliff, Ramiro Tau

Resumo


O artigo analisa o processo de constituição do Centro Internacional de Epistemologia Genética (CIEG), localizado na Universidade de Genebra entre 1955 e 1986. Este centro liderado por Jean Piaget contava com a colaboração de centenas de pesquisadores de todo o mundo e de diferentes disciplinas. Aqui, revisaremos a configuração dos circuitos centrípetos que levaram à constituição de uma instituição com dupla centralidade. Por um lado, levando em conta a história das circulações científicas internacionais, é viável reconhecer no CIEG um ponto de referência a partir do qual as viagens radiais de trocas sociais com diferentes comunidades científicas podem ser reconstruídas. Por outro lado, podemos identificar um programa de pesquisa que posicionou a psicologia no centro dos debates epistemológicos. Para contribuir com a análise histórica desse duplo movimento de centralização, geografia e teoria, examinamos o desenvolvimento de uma série de estratégias, do Centro, implantadas nos primeiros anos da década de 1950.

Palavras-chave


Centro Internacional de Epistemologia Genética; CIEG; Historia; Piaget - Epistemologia Genética; Psicologia

Texto completo:

HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2018.42233

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com