Aniversário dos filhos: juntos ou separados? Repercussões do divórcio na perspectiva dos pais

Michelle Christof Gorin, Terezinha Féres-Carneiro, Rebeca Nonato Machado

Resumo


Este artigo discute a percepção dos pais a respeito das repercussões do divórcio nos filhos, tendo como foco a comemoração do aniversário destes. Foi desenvolvida uma pesquisa qualitativa com quatro pais e quatro mães separados, a partir da realização de entrevistas semiestruturadas. Os resultados foram estudados de acordo com o método de análise de conteúdo. Verificou-se que o divórcio implica em uma ferida narcísica importante para os sujeitos envolvidos, podendo gerar uma tendência a recalcar as representações do ex-cônjuge. Esse movimento pode dificultar a elaboração do luto pelo fim da conjugalidade, trazendo dificuldades centrais para o exercício da parentalidade, uma vez que os filhos permanecem envolvidos em conflitos. Os filhos podem experimentar uma divisão em suas vivências com seus dois objetos de amor, pai e mãe, o que é ilustrado pelas comemorações de aniversários realizadas pelos genitores, em alguns casos em conjunto, e em outros, em separado.

Palavras-chave


parentalidade; divórcio; aniversário; recalcamento; divisão

Texto completo:

PDF HTML


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2017.37703

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com