Pré-ativação: o efeito priming nos estudos sobre o comportamento do consumidor

José Carlos Schaidhauer Pacheco Junior, Cláudio Damacena, Rafael Bronzatti

Resumo


O efeito priming (pré-ativação) vem sendo estudado pela neuropsicologia e psicologia social há aproximadamente 50 anos, estando relacionado ao modo como um estímulo inicial pode afetar as respostas de um indivíduo a estímulos subsequentes, sem que exista consciência do mesmo sobre tal influência.A partir dos anos 90, passou a ser alvo de pesquisas também no âmbito do comportamento do consumidor (CC), constituindo-se de importante variável nos trabalhos voltados ao inconsciente humano e na compreensão das influências que as pessoas sofrem durante o processo de tomada de decisão. Considerando a diversidade de conceitos relacionados ao priming existentes, este artigo utiliza de uma revisão de literatura para discutir os principais e organizar as informações relativas ao seu uso perante o CC, com foco em situar os estudos existentes e auxiliar pesquisadores interessados no assunto em novas pesquisas. Percebe-se que os estudos de marketing em geral vêm utilizando a pré-ativação de três formas distintas: como instrumento, como objeto de estudo e como meio para ação dos elementos de marketing. Ainda, algumas questões sobre o tema permanecem em aberto, demandando mais estudos a respeito de seu funcionamento.

Palavras-chave


priming; efeito priming; pré-ativação; prime

Texto completo:

HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2015.16075

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com