Violência contra idosos na cidade do Rio de Janeiro

Edson Alexandre da Silva, Lucia Helena de Freitas Pinho França

Resumo


O número de idosos cresceu vertiginosamente, sendo necessárias medidas voltadas para o bem-estar desta população. No tocante à violência contra idosos, há uma carência na investigação das causas e medidas relacionadas à sua prevenção. Esta pesquisa examinou os fatores que influenciam a violência contra idosos na cidade do Rio de Janeiro. A escala de ageísmo de Palmore (2001) foi testada em 284 participantes, com 60 anos ou mais. Foram realizadas análise fatorial, correlações com os preditores e confirmadas por regressão múltipla. Os resultados apontaram que, quanto maior o nível dos conflitos no relacionamento dos idosos, maior será a violência contra eles. Os homens idosos apresentavam maiores conflitos em seus relacionamentos do que as mulheres idosas. Aproximadamente um quarto dos agredidos não denunciam seus agressores, reforçando a tese da subnotificação dos casos. São sugeridas medidas para a redução da discriminação contra idosos.

Palavras-chave


violência; idosos; preditores; Rio de Janeiro

Texto completo:

HTML PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/epp.2015.16067

Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com