As Indicações das Crianças Sobre uma Edificação Adaptada para a Educação Infantil

Liana Gonçalves Pontes Sodré

Resumo


As edificações estão cada vez mais voltadas para atender às necessidades dos seres humanos e, neste sentido, este estudo teve por propósito analisar a qualidade do ambiente de uma escola adaptada para funcionar como um espaço de Educação Infantil. Trata-se de um estudo exploratório, junto a crianças de quatro a seis anos. Elas expressaram, através de desenhos e de explicação/descrição, seus desejos e necessidades do ambiente educacional. Os desenhos e as explicações ou descrições produzidas pelas crianças foram analisados e suas respostas foram ordenadas de forma sintética e objetiva, formando categorias. Nestas, constatam-se: ênfase no ambiente externo, contato ou estudos sobre animais, nos elementos para diversão, brinquedos e brincadeiras, mas também interesse pelos recursos materiais que tradicionalmente compõem os espaços pedagógicos. Independentemente da faixa etária, este estudo confirma que as crianças, como usuárias, são capazes de discriminar aspectos relevantes para o seu processo de desenvolvimento. Além disso, pode-se afirmar que elas, nos espaços de educação pública, nem sempre estão freqüentando ambientes com a qualidade construtiva indicada pelos estudiosos da área de engenharia, arquitetura e psicologia.

Palavras-chave


Criança; Educação Infantil; edificações escolares

Texto completo:

PDF HTML


Licença Creative Commons
A revista Estudos e Pesquisas em Psicologia esta licenciada sob uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial 3.0 Não Adaptada.

 

Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Instituto de Psicologia
© Estudos e Pesquisas em Psicologia
Rua São Francisco Xavier, 524, bloco F, sala 10.005, 10° andar, CEP 20550-013, Rio de Janeiro-RJ, Brasil
Telefone: (21) 2334-0651

E-mail: revispsi@gmail.com