IT’S ALL IN YOUR HEAD? — A UTILIZAÇÃO PROBATÓRIA DE MÉTODOS NEUROCIENTÍFICOS NO PROCESSO PENAL

Sandra Oliveira e Silva

Resumo


O presente artigo analisa o emprego de métodos neurocientíficos no processo penal, especialmente no tocante à produção de provas.

Palavras-chave


Métodos neurocientíficos; provas; processo penal.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/redp.2019.42215



Direitos autorais 2019 Sandra Oliveira e Silva

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Revista Eletrônica de Direito Processual (REDP). e-ISSN: 1982-7636

 

Campus Maracanã, Pavilhão João Lyra Filho, 7º andar

Bloco F, sala 7123. Rio de Janeiro/RJ. Brasil

Telefones: (21) 2334-0072 ou 2334-0312. E-mail: fhrevistaprocessual@gmail.com