The emergency law: is it able to create a DRM system in Brazil? / Lei de emergências: é ela capaz de criar um sistema de GRD no Brasil?

Antonio Maria Claret-Gouveia

Resumo


DOI: 10.12957/rdc.2018.31637

Abstract

 Brazil is increasingly impacted by natural disasters, forcing the Federal Government to improve the current disaster risk management (DRM) system. After the two big disastrous events of Nova Friburgo, RJ and of Vale do Itajaí, SC, during 2011, Brazilian Congress approved a new Emergency Law which is supposed to be the cornerstone of a Brazilian DRM system. The main purpose of this paper is to investigate how much this law is able to produce effective results in this direction. The methodology adopted is the hermeneutics analysis of the law text itself and of its reference texts but focus is on its engineering concepts and on the disaster management method proposed. United Nations International Strategy for Disaster Reduction priorities for action in the period 2005-2015 are taken as a reference. Conclusions suggest that a revision of the current Brazilian Emergency Law is needed and key aspects for this revision are described.    

Keywords: Brazilian emergency law; Natural disasters; Disaster risk management; Strategy for disaster reduction; Mainstreaming of DRM.

 

Resumo

 O Brasil vem sendo impactado por desastres naturais obrigando o Governo Federal a implantar um sistema de gerenciamento de riscos de desastres (GRD). Depois de dois grandes desastres, ocorridos em Nova Friburgo, RJ, e no Vale do Itajaí, SC, durante 2011, o Congresso Brasileiro aprovou uma nova Lei de Emergências que se supôs ser o fundamento de um sistema brasileiro de gerenciamento de riscos. O principal objetivo deste trabalho é investigar o quanto essa lei é capaz de produzir resultados nessa direção. A metodologia adotada é a análise hermenêutica do texto da lei e dos textos de referência, mas o foco está nos conceitos de engenharia que adota e no método de gerenciamento de desastres proposto. As prioridades de ação do documento Estratégia para a Redução de Desastres Naturais no período de 2005-2015 das Nações Unidas são tomadas como referência. As conclusões sugerem que a revisão da Lei de Emergências é necessária e os aspectos mais importantes dessa revisão são descritos.  

Palavras-chave: Lei de Emergências; Desastres naturais; Gerenciamento de risco de desastres; Estratégia para a redução de desastres; Mainstreaming de GRD.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/rdc.2018.31637

Direitos autorais 2018 Revista de Direito da Cidade

Esta licença permite que outros distribuam, remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho, mesmo para fins comerciais, desde que lhe atribuam o devido crédito pela criação original: (https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

 

Indexada em | Indexed by:

Directory of Open Access JournalsResultado de imagem para "ebsco"Resultado de imagem para scilit

LA Referenciahttp://www.journaltocs.ac.uk/API/blog/images/journaltocslogo.jpgResultado de imagem para suncatResultado de imagem para "American Association for the Advancement of Science"

Resultado de imagem para lexis nexis3d rendered picture of high peaks and cloud, with typographic logo for JURNSHERPA/RoMEO Logohttp://www.journaltocs.ac.uk/API/blog/images/journaltocslogo.jpgLA ReferenciaResultado de imagem para google scholar

 

Ver outras indexações da Revista

Periódico associado | Associated journal:

Associação Brasileira de Editores Científicos – ABEC

 

Revista de Direito da Cidade
Endereço: Rua São Francisco Xavier, 524, Sala 7027 B – Maracanã – Rio de Janeiro – RJ Cep 20550-900
Telefone: (21) 23340823
email: revistadedireitodacidadeuerj@gmail.com