Espaços urbanos e exercício livre da cidadania em Porto Alegre / Urban spaces and exercise of citizenship in the city of Porto Alegre

José Antônio Gerzson Linck

Resumo


Trabalho enviado em 30 de junho de 2016. Aceito em 20 de setembro de 2016.

DOI: 10.12957/rdc.2016.23590

Resumo

Este trabalho de pesquisa compõe discursos críticos ao modelo segregacionista das metrópoles contemporâneas, a partir da descrição de expressões culturais produzidas em camadas sociais distintas. Descreve espaços de exercício livre da cidadania em Porto Alegre, discutindo seus objetivos, conflitos e tensões com o modelo urbano dos enclaves fortificados. Em Porto Alegre, a delimitação é espacial: locais de ajuntamento coletivo de camadas médias, com potência crítica em relação à cidade de muros. O principal objetivo teórico foi analisar movimentos culturais posicionados criticamente em relação aos controles da vida cotidiana. São descritos espaços de exercício livre da cidadania em Porto Alegre, nos quais as regras de controle usuais são subvertidas ou neutralizadas, apontando para aberturas no modelo de contenção da diferença exposto por correntes sociocriminológicas críticas. Os resultados aparecem envoltos em conflitos e negociações sociais que não admitem sentenças definitivas, mas apontam para tentativas de construção de outras formas de socialidade urbana, distintas dos modelos de segregação espacial.

Palavras-chave: Criminologia. Espaços Urbanos. Movimentos Culturais. Zonas Livres. Cidadania.

Abstract

This essay presents discourses that criticize the segregation on metropolitan areas taking cultural expressions produced by diverse social characters as a starting point. The article describes places in the city of Porto Alegre that can are considered free zones where citizenship rights can be freely experienced comparing them to the urban pattern based on the construction of fortified enclaves. The study combines different methodologies. The main goal of the essay is to analyze cultural movements and practices that criticize forms of control of ordinary life in the city. Free zones where citizenship rights can be freely experienced in Porto Alegre are described. In these spaces, rules of social control are subverted or neutralized, indicating a new pattern of urban control, different from the model of exposed by some critical criminological discourses. The results demonstrates conflict and social mediation, not definitive answers. They indicate the production of new forms of urban sociability different from the pattern of urban segregation.

Keywords: Criminology. Urban spaces. Cultural Movements. Free Zones. Citizenship


Palavras-chave


Criminologia. Espaços Urbanos. Movimentos Culturais. Zonas Livres. Cidadania.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/rdc.2016.23590

Direitos autorais 2022 Revista de Direito da Cidade

Esta licença permite que outros distribuam, remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho, mesmo para fins comerciais, desde que lhe atribuam o devido crédito pela criação original: (https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

 

Indexada em | Indexed by: 

Directory of Open Access JournalsResultado de imagem para "ebsco"Resultado de imagem para scilit

http://www.journaltocs.ac.uk/API/blog/images/journaltocslogo.jpgResultado de imagem para suncatResultado de imagem para "American Association for the Advancement of Science"LA ReferenciaResultado de imagem para lexis nexis

 

 

Ver outras indexações da Revista

Periódico associado | Associated journal:

Associação Brasileira de Editores Científicos – ABEC

 

Revista de Direito da Cidade
Endereço: Rua São Francisco Xavier, 524, Sala 7027 B – Maracanã – Rio de Janeiro – RJ Cep 20550-900
Telefone: (21) 23340823
email: revistadedireitodacidadeuerj@gmail.com