ASPECTOS RELIGIOSOS NO CONTEXTO COMUNITÁRIO RURAL: ENTRAVES E DESAFIOS

Lurdes Peres Oberg, Teresa Cristina Othenio Carreteiro

Resumo


Resumo: O objetivo geral deste artigo é refletir, a partir de uma pesquisa em curso, sobre a marcante presença da religião neopentecostal no cotidiano de uma comunidade remanescente de quilombo, em Campos dos Goytacazes, principal cidade da região Norte Fluminense. O referencial teórico integra a Psicologia Social Comunitária e a Psicossociologia e expõe-se a experiência de campo que teve suas primeiras aproximações nessa comunidade rural em 2016. A metodologia é participativa e articula ensino, pesquisa e extensão na Universidade Federal Fluminense, neste sentido, aposta-se nas aberturas possíveis em direção a liberdade religiosa e a igualdade entre os cidadãos. Apresenta-se uma discussão da função ocupada pela religião no referencial freudiano e do surgimento das religiões pentecostais e neopentecostais no Brasil.Observa-se que muitas dessas comunidades remanescentes de quilombos, tem posições de apagamento de sua memória histórica. Entende-se o caráter dinâmico e provisório de toda pesquisa, entretanto, admite-se que a troca da universidade com os sujeitos comunitários promove a democratização do conhecimento e a construção de saberes periféricos. Conclui-se no percurso da presente investigação, a desconsideração da cultura, da história e das tradições religiosas afro-brasileiras. Diante de condições de vida precárias, a ilusão religiosa oferece alguns amparos e referências numa localidade que acredita-se esquecida pelo Estado. No contexto comunitário destaca-se a importância da aproximação com as políticas públicas e, em especial, as políticas de igualdade étnica e racial e para que essa ação se efetive, enfatiza-se na prática profissional a articulação entre aspectos microestruturais e macroestruturais.

Palavras-chave: Comunidade rural. Religião. Psicologia comunitária. Psicossociologia.

 

Abstract: The general objective of this article is to reflect, based on an ongoing research, on the remarkable presence of the neopentecostal religion in the daily life of a remnant quilombo community, in Campos dos Goytacazes, the main city in the Northern Fluminense region. The theoretical framework integrates Community Social Psychology and Psychosociology and exposes the field experience that had its first approaches in this rural community in 2016. The methodology is participatory and articulates teaching, research and extension at the Universidade Federal Fluminense, in this sense, bets the possible openings towards religious freedom and equality among citizens. A discussion is presented of the role occupied by religion in the Freudian framework and the rise of Pentecostal and Neopentecostal religions in Brazil. It is observed that many of these remaining quilombo communities have positions to erase their historical memory. The dynamic and provisional nature of all research is understood, however, it is admitted that the exchange of the university with community subjects promotes the democratization of knowledge and the construction of peripheral knowledge. It concludes in the course of the present investigation, the disregard of afro-brazilian culture, history and religious traditions. Faced with precarious living conditions, the religious illusion offers some support and references in a location that has been forgotten by the State. The relationship between macrostructural and microstructural aspects constitutes an important commitment in the community context as a bridge to approach public policies and, in particular, policies of ethnic and racial equality.

Keywords: Rural community. Religion. Community psychology. Psychosociology.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/polemica.2019.51618