O TRABALHO COM GÊNERO MEME EM SALA DE AULA: potencialidades para a formação do leitor

João Miller Da Silva, Stela Mara Botelho, Helena Maria Ferreira

Resumo


 O presente artigo elege como objeto de reflexão as potencialidades do gênero memes para a formação do leitor. Essa pesquisa teve por intento compilar estudos que versam sobre o gênero meme - uma manifestação cultural que tem recebido destaque nos últimos tempos na internet. Assim, essa pesquisa tem como objetivo: (i) apresentar um estudo sobre o gênero memes e destacar o que estes trabalhos discutem sobre suas aplicações em sala de aula, e (ii) analisar, a partir da perspectiva do gênero do discurso memes, o conteúdo temático, o plano composicional e o estilo de linguagem do gênero meme.Para a consecução do objetivo proposto foi realizado um estudo bibliográfico, com vistas a fundamentar teoricamente o trabalho embasado por Bakhtin (2003), Braga (2018), Horta (2015), Santos (2013), entre outros. Além da pesquisa teórica, este trabalho apresenta os resultados de uma análise de três memes em vídeo. Tais análises apresentam um foco direcionado para o conteúdo temático, o plano composicional e o estilo do meme. Espera-se que as reflexões decorrentes deste trabalho possa iluminar o percurso formativo de professores, potenciais leitores, uma vez que o trabalho com meme em sala de aula, além de mobilizar o interesse do aluno para a aprendizagem, pode favorecer a ampliação de várias habilidades relacionadas aos multiletramentos.


Palavras-chave


Gêneros Discursivos; Memes; Multimodalidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/periferia.2020.44346

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil  

Revista Periferia, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação, Cultura e Comunicação em Periferias Urbanas – PPGECC/UERJ - ISSN: 1984-9540