A Discursividades Dos Memes – Memetizando-se Nas Redes Educativas

Wallace Carriço de Almeida, Rosemary dos Santos, Edméa Oliveira dos Santos

Resumo


Este artigo surge a partir do levantamento dos achados de uma pesquisa-formação na cibercultura, onde buscamos compreender, como mobilizar Atos de Currículo que contemplassem a proposta de App-Learning. Nossa opção metodológica foi a pesquisa-formação na cibercultura (SANTOS), a multirreferencialidade (ARDOINO) e as pesquisas nos/dos/com os cotidianos (CERTEAU, ALVES). Essa pesquisa ocorreu no âmbito da disciplina Informática na Educação, do curso de Pedagogia a distância da UERJ, oferecida em parceria com a Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro (Cecierj) / Consórcio CEDERJ durante o segundo semestre do ano de 2017. Como achados apresento as narrativas e imagens que surgiram durante a pesquisa, verificando nelas a manifestação da autoria dos praticantes na produção crítica de memes contextuais com sua prática, revelando seus dilemas e produzindo novos contextos de aprendizagem significativa.


Palavras-chave


Pesquisa-formação na cibercultura. Docência Online. Cotidianos

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/periferia.2019.39246

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil  

Revista Periferia, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação, Cultura e Comunicação em Periferias Urbanas – PPGECC/UERJ - ISSN: 1984-9540