O LIXÃO DE GRAMACHO E OS CATADORES DE MATERIAIS RECICLÁVEIS: TERRITÓRIO EXTRAORDINÁRIO DO LIXO

Valéria Pereira Bastos

Resumo


Valéria Pereira Bastos

DOI: 10.12957/periferia.2013.15324

O presente texto é produto de reflexões a respeito do resultado de parte da pesquisa realizada com os catadores e catadoras de materiais recicláveis que sobreviviam do garimpo do lixo no maior aterro controlado da América Latina, localizado no Estado do Rio de Janeiro, no município de Duque de Caxias. Reflete como o trabalho desenvolvido pode auxiliá-los na luta pela sobrevivência, visto que buscaram a construção de um canal de relações entre eles, o poder público e o terceiro setor para garantia de trabalho e renda após o encerramento das atividades de catação de lixo no referido aterro.


Palavras-chave


Catador de material reciclável, Lixão, Poder público, Terceiro setor.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/periferia.2013.15324

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil  

Revista Periferia, uma publicação eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Educação, Cultura e Comunicação em Periferias Urbanas – PPGECC/UERJ - ISSN: 1984-9540