A escrita em conjunto na literatura policial brasileira: um olhar sobre os arquivos de João Condé

Taynara Leszczynski, Isabelle Maria Soares

Resumo


O presente artigo tem como intuito analisar a técnica da escrita em conjunto na literatura policial através de dois romances nacionais: O homem das três cicatrizes e O mistério dos MMM, ambos organizados pelo jornalista João Condé, a partir da seguinte dinâmica: cada autor era responsável por um capítulo, que deveria dar sequência à narrativa do anterior. Considera-se essa forma de conceber uma história como um gesto inovador para o gênero detetivesco, haja vista que se criou, de certo modo, um jogo com os conceitos de autor - leitor - detetive, pois para escrever a sua parte, o escritor tinha que antes ler a de seu colega, bem como, buscar decifrar de forma mais precisa o mistério que vinha se construindo, em prol de escrever uma boa continuidade. Como os dois romances foram publicados primeiramente no jornal, também observamos os significados que ecoam dessa conexão, como a técnica do cliffhanger e o estilo narrativo mais sucinto/direto. Não obstante, destaca-se também que esse este trabalho é um resgate histórico-literário, uma vez que por não fazerem parte da obra principal de cada um dos autores do grupo, tais romances acabaram sendo esquecidos.


Palavras-chave


literatura brasileira; literatura policial; folhetim

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/palimpsesto.2022.65304

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 Taynara Leszczynski, Isabelle Maria Soares

 


ISSN 1809-3507 | DOI: 10.12957/palimpsesto


Palimpsesto é uma publicação do corpo discente do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

UERJ >> Instituto de Letras >> Programa de Pós-graduação em Letras

 


Indexado nas seguintes bases:

 

Periodicos CAPES Latindex Find in a library with WorldCat MLA Livre MIAR ResearchBib BASE Logo UF Libraries University of Texas Libraries  Library Logo UCLA Library University of Wisconsin - Madison Libraries EZB


Licença Creative Commons

A Palimpsesto utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.