Os encapsuladores e seu papel textual/discursivo

Margareth Andrade Morais

Resumo


O objetivo deste artigo é discutir o uso textual discursivo de anáforas encapsuladoras, à luz de aspectos sociodiscursivos e sociointeracionais, ampliando, assim, compreensão do papel desse elemento. Traçamos um panorama teórico dos estudos de referenciação, considerado como um processo sociocognitivo de construção de sentidos, seguindo os estudos atuais de Linguística de Texto, conforme já apontaram Mondada e Dubois (2003), Cavalcante (2011), Santos e Cavalcante (2014), dentre outros autores.  Com base nesses autores, serão analisadas notícias esportivas mostrando como os encapsuladores atuam na construção do texto, marcando pontos de vista e construindo sentidos, para além da classificação tradicional desse processo de referenciação.

Palavras-chave


: encapsuladores; construção de sentidos; Linguística de Texto.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/palimpsesto.2019.44949

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Margareth Andrade Morais

 


ISSN 1809-3507 | DOI: 10.12957/palimpsesto


Palimpsesto é uma publicação do corpo discente do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

UERJ >> Instituto de Letras >> Programa de Pós-graduação em Letras

 


Indexado nas seguintes bases:

 

Periodicos CAPES Latindex Find in a library with WorldCat MLA Livre MIAR ResearchBib BASE Logo UF Libraries University of Texas Libraries  Library Logo UCLA Library University of Wisconsin - Madison Libraries EZB


Licença Creative Commons

A Palimpsesto utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.