A escrita nas redes sociais: uma análise da concepção de escrita utilizada por usuários do facebook

Juscelino Francisco do Nascimento Francisco do Nascimento, Daiane Cortez Sousa, Francimônica das Chagas Moura

Resumo


Este artigo visa analisar a concepção de usuários do Facebook acerca da escrita utilizada nessa rede social. Desse modo, objetivamos refletir sobre as condições atuais de escrita nas redes sociais por meio da concepção adotada pelos próprios usuários, bem como analisar como as mudanças tecnológicas influenciam nas condições de escrita. Para tal estudo, fizemos uma pesquisa de campo que consistiu em entrevistas realizadas online por meio do bate‐papo do Facebook, como também uma pesquisa bibliográfica baseada em trabalhos acerca dessa temática, seguindo os pressupostos de Ammann (2011), Bernardes e Vieira (2006), Costa (2006), Dias (2009), Freitas (2006), Grigoletto (2009), Pereira e Moura (2006) entre outros. Com a análise dos dados, foi possível perceber que os internautas veem a escrita, nesse ambiente virtual, como “errada”, embora admitam utilizá‐la, justificando que se mostra como código escrito mais prático para realizar a interação em tempo real.


Palavras-chave


Redes Sociais; Facebook; Usuários; Escrita

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Juscelino Francisco do Nascimento Francisco do Nascimento, Daiane Cortez Sousa, Francimônica das Chagas Moura

 


ISSN 1809-3507 | DOI: 10.12957/palimpsesto


Palimpsesto é uma publicação do corpo discente do Programa de Pós-Graduação em Letras da UERJ:

UERJ >> Instituto de Letras >> Programa de Pós-graduação em Letras

 


Indexado nas seguintes bases:

 

Periodicos CAPES Latindex Find in a library with WorldCat MLA Livre MIAR ResearchBib BASE Logo UF Libraries University of Texas Libraries  Library Logo UCLA Library University of Wisconsin - Madison Libraries EZB


Licença Creative Commons

A Palimpsesto utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.