MOVIMENTOS SOCIAIS E A PRODUÇÃO DE ESPAÇOS DE AUTONOMIA EM UM CONTEXTO DE IN-SEGURANÇA

Felipe Rangel Tavares

Resumo


Diante de um permanente estado de exceção, no qual a segurança se impõe como paradigmade governo e as medidas de contenção incidem sobre o ordenamento jurídico, que direitos osmovimentos sociais podem reivindicar, se estes direitos são suspensos? Neste artigo queversa sobre a produção espacial dos movimentos sociais no âmbito de um estado de exceçãoe segurança, consideramos que os protestos, as manifestações e os levantes constituemespaço-temporalidades onde os direitos podem ser elaborados e construídos coletivamente,no transcorrer das ações coletivas. Sendo assim...

Palavras-chave


movimentos sociais; in-segurança; autonomia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/hne.2017.31991



Indexada em | Indexed by:

ISSN: 2317-8361 | DOI da revista: http://dx.doi.org/10.12957/hne