A CENTRALIDADE DE DUQUE DE CAXIAS NA OFERTA DE SERVIÇOS DE SAÚDE PARA BELFORD ROXO NA BAIXADA FLUMINENSE

Celso Guilherme de Souza Silva

Resumo


O trabalho está sendo desenvolvido com a orientação do Professor Doutor Miguel Ângelo Ribeiro e faz parte do trabalho de conclusão de curso, sobre a centralidade que o Município de Duque de Caxias exerce sobre a população de Belford Roxo na oferta de serviços de saúde. O objetivo principal desta pesquisa foi analisar quais são os motivos que ocasionam essa centralidade, levando em consideração a preferência pelos serviços de saúde de Duque de Caxias em detrimento dos de Belford Roxo. O foco desta pesquisa foi trabalhar essa centralidade voltada para a oferta de serviços públicos, seja nas esferas municipal, estadual e federal. A pesquisa foi desenvolvida tendo como base uma bibliografia referente a teoria de localidades centrais e a centralidade, alicerçada nos serviços de saúde e suas interações no espaço, utilizando-se de dados do Sistema Único de Saúde(SUS), das secretarias de Saúde de Belford Roxo e Duque de Caxias, além de dados da Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro. A pesquisa contou com idas a campo, em todos os estabelecimentos de saúde de Duque de Caxias que oferecem atendimentos de emergência, onde foram realizadas entrevistas com pacientes presentes no local e idas as Secretarias de Saúde de Duque de Caxias e Belford Roxo, além das Unidades de Pronto Atendimento (UPA) de ambos os municípios. Foram organizados, gráficos, tabelas e mapas temáticos que complementam o texto. Os resultados ainda estão em fase de elaboração, mas a partir das entrevistas realizadas e dos dados do Sistema Único de Saúde (SUS) podemos perceber uma dependência significativa que a população belford-roxense tem sobre os serviços de saúde oferecidos pelo Município de Duque de Caxias.

Palavras-chave


Centralidade; Serviços de Saúde; Baixada Fluminense.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/hne.2017.31967




Indexada em | Indexed by:

ISSN: 2317-8361 | DOI da revista: http://dx.doi.org/10.12957/hne