A PRODUÇÃO DO ESPAÇO E SUAS CONTRADIÇÕES: POSSIBILIDADES PARA A CONSTRUÇÃO DE NOVOS CAMINHOS.

Mariana Alejandra Roedel Salles Toro

Resumo


Para que possamos compreender o movimento de (re)produção das cidades contemporâneas e o fenômeno urbano, é necessário que analisemos como se dá a produção do espaço. É através do espaço que se dão as relações sociais e que o homem se (re)produz. Ao realizar esse movimento de reprodução da vida, o homem consequentemente produz espaço. O espaço como processo das relações sociais nunca está fechado ou acabado, pois está sempre em processo contínuo de construção. A espacialidade contém além de uma materialidade, uma parte abstrata, subjetiva, uma vez que a experienciação dos espaços não se dá da mesma forma para todos os indivíduos. Em nosso trabalho, procuramos abordar a esfera do cotidiano, pois entendemos que esta ganha uma centralidade cada vez maior no mundo contemporâneo. É na esfera do cotidiano que se dão as práticas sociais e onde se apresentam as diferentes lutas e correlação de forças entre dominantes e dominados.

Palavras-chave


espaço, produção do espaço, cotidiano, contradições espaciais

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/hne.2015.25706



Indexada em | Indexed by:

ISSN: 2317-8361 | DOI da revista: http://dx.doi.org/10.12957/hne