A ditadura civil-militar diante da crise: Os sequestros de diplomatas no Brasil e a análise do processo decisório em política externa

Juliana Ramos Luiz

Resumo


Partindo da variável independente – casos de sequestro de diplomata estrangeiro ocorridos no país – se analisará o comportamento da cúpula governamental brasileira: primeiro, pela identificação dos atores envolvidos no processo decisório; segundo, pela investigação das diferentes posturas políticas em cada caso (embaixador norte-americano, cônsul-geral japonês, embaixador alemão e embaixador suíço). Tais variações serão analisadas, por um lado, pela abordagem cognitiva e, por outro, pela análise das relações internacionais do Brasil com os países em questão. Com isso, se busca agregar maior complexidade à análise do processo decisório (de crise) da política externa do governo civil-militar.


Palavras-chave


Processo decisório; Política externa; ditadura civil-militar brasileira

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, Maria Paula. Esquerdas, juventude e radicalidade na América Latina nos anos 1960 e 1970. In: FICO, Carlos et al (2008). Ditadura e democracia na América latina: balanço histórico e perspectivas. Rio de janeiro: FGV.

BARBOZA, Mario Gibson (1992). Diplomacia: O traço todo da vida. Rio de Janeiro: Record.

CASTRO, Adyr Fiúza de. Depoimento. In: CPDOC (1994). Os anos de chumbo: a memória militar sobre a repressão. Rio de Janeiro: CPDOC/FGV.

COSTA, Octávio. Depoimento. In: CPDOC (1994). Os anos de chumbo: a memória militar sobre a repressão. Rio de Janeiro: CPDOC/FGV.

CPDOC (1993). Depoimento de Antônio Carlos da Silva Muricy, IV (1981). Rio de Janeiro: FGV.

______ (2005). Depoimento de Carlos Alberto Fontoura (1993). Rio de Janeiro: FGV.

______ (2010). Depoimento de Carlos Chagas II (2006). Rio de Janeiro: FGV/Superior Tribunal Militar.

GASPARI, Elio (2002). A ditadura escancarada (As ilusões armadas). São Paulo: Companhia das Letras.

JENKINS, Brian; JOHNSON, Janera (1975). International Terrorism: a chronology – 1968-1974. Department of State and Defense Advanced Research Projects: Agency Report. California: The Rand Corporation.

MATHIAS, Suzeley Kalil (2004). A militarização da burocracia: a participação militar na administração federal das comunicações e da educação, 1963-1990. São Paulo: UNESP.

MRE (1970). Maço de Telegramas Confidenciais – Berna/Expedidos/1970: Telegrama nº51, 25/jun/1970, Fls 1. Brasília: CDO/MRE.

NEWTON, Michael (2002). The encyclopedia of kidnappings. Nova York: Infobase Publishing.

OKUCHI, Nobuo (1991). O seqüestro do diplomata: memória. São Paulo: Estação Liberdade.

PINHEIRO, Letícia (2004). Política Externa Brasileira (1889-2002). Rio de Janeiro: Jorge Zahar.

ROBERTS, Ivor (2009). Satow’s diplomatic practice. 6th ed. Oxford: Oxford University Press.

SIRKIS, Alfredo (2008). Os carbonários. Rio de Janeiro: BestBolso.

TAVARES, Flávio (1999). Memórias do esquecimento (3. Ed). São Paulo: Globo.

VIANNA. Martha (2003). Uma tempestade como a sua memória: A história de Lia, Maria do Carmo Brito. Rio de Janeiro: Record.

VIEIRA, Liszt (2008). A Busca: Memórias da resistência. São Paulo: Hucitec.




DOI: https://doi.org/10.12957/neiba.2015.13819

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

Indexada em | Indexed by:

 Academia.edu  

 

 

ISSN: 2317-3459 (Qualis B2)

PPGRI - Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais

Rua São Francisco Xavier, 524, Pavilhão - João Lyra Filho, 9ºandar, Bloco F, sala 9037, Maracanã, Rio de Janeiro, RJ - Cep: 20550-013 - Tel. fax: (021) 2334 0678 /// E.mail – uerjneiba@gmail.com