Os resultados do Acordo de Belfast: As identidades e as decorrências do processo de paz na Irlanda do Norte

Leandro Loureiro Costa

Resumo


A Irlanda do Norte é palco de crises nacionalistas religiosas há quase 100 anos. Provavelmente, a única região da Europa Ocidental onde existe esse tipo de situação. Após décadas de embates entre as comunidades católico-nacionalistas e protestante-unionistas, foi assinado o Acordo de Belfast com o intuito de criar consenso entre estas duas partes e reduzir a divisão na região. O objetivo desta pesquisa é analisar os sucessos e insucessos do processo de mediação do acordo através da contribuição do estudo sobre nacionalismos e as perspectivas sobre medo e trauma nas Relações Internacionais.


Palavras-chave


Nacionalismo; Irlanda do Norte; Acordo de Belfast

Texto completo:

PDF

Referências


AMNESTY INTERNATIONAL, (2013). Northern Ireland: Time to Deal with the Past, Amnesty International Ltd, Londres.

ATASHI, Elham. (2005) The peace process in the streets: public expectations from The Good Friday Agreement and the impact of unsatisfied expectations and unjustified suffering of the past on the stability of the peace process in Northern Ireland. Fairfax, VA.

CALCATERRA, R.A. (2002), Mediación Estratégica, Editora Gedisa, Barcelona.

ELIAS, Ivi Vasconcelos. (2006) O mito de Sísifo: a mediação do processo de paz na Irlanda do Norte e a assinatura do Acordo de Sexta Feira Santa. – Rio de Janeiro: PUC, Instituto de Relações Internacionais.

FIERK, K.M (2006) Bewitched by the Past Social Memory, Trauma and International Relations. In: Memory, Trauma and World Politics. New York: Palgrave Macmillan.

HANCOCK, Landon E. (2008) The Northern Irish peace process: from top to bottom. International Studies Review, v.10.

JACKSON, Robert e SORENSEN, Georg. (2007) Debates Metodológicos: Abordagens pós-positivistas. In: Introdução às Relações Internacionais. Rio de Janeiro: Zahar.

O’LEARY, Brendan. (2001) The Protection of Human Rights under Belfast Agreement. The Political Quarterly. v.72, p. 353-365.

OPPENHEIMER, A. R. (2009) IRA: The Bombs and The Bullets. A History of Deadly Ingenuity. Irish Academic Press.

PRINGLE, P e JACOBSON, P. (2000) Those Are Real Bullets, Aren't They?. London: Fourth Estate.

SMITH, M.L.R. (1999) The Intellectual Internment of a Conflict: The Forgotten War in Northern Ireland. International Affairs. v. 75, p. 77-97.




DOI: https://doi.org/10.12957/neiba.2015.13656

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais

Indexada em | Indexed by:

 Academia.edu  

 

 

ISSN: 2317-3459 (Qualis B2)

PPGRI - Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais

Rua São Francisco Xavier, 524, Pavilhão - João Lyra Filho, 9ºandar, Bloco F, sala 9037, Maracanã, Rio de Janeiro, RJ - Cep: 20550-013 - Tel. fax: (021) 2334 0678 /// E.mail – uerjneiba@gmail.com