Submissões

Submissões Online

Já possui um login/senha de acesso à revista Revista Neiba, Cadernos Argentina Brasil?
Acesso

Não tem login/senha?
Acesse a página de cadastro

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso.

 

Diretrizes para Autores

NORMAS PARA COLABORADORES

A Revista Neiba, Cadernos Argentina-Brasil aceita artigos acadêmicos inéditos orientados para o estudo e a análise das Relações Internacionais. Os artigos podem ser enviados em português, espanhol, francês ou inglês.

Todos os artigos serão submetidos à revisão cega por pares (double-blind) e qualquer sugestão e/ou comentário, incluindo novo ordenamento do texto, será previamente discutido e aprovado pelo autor. A resposta da primeira fase de análise é normalmente fornecida em 150 dias, a contar da data de submissão. Os autores terão um prazo estabelecido pela revista para corrigir e reenviar (por e-mail) as versões modificadas dos artigos.

Autores e Coautores deverão preencher todo o cadastro do Portal de Publicações no ato da submissão de artigos/Resenhas/Contribuições especiais, informando titulação e informando o link de currículo disponível na internet.

Autores e resenhistas devem enviar em folha de rosto separada do artigo na íntegra (tal como está no modelo para download) as seguintes informações: 

  • Nome como deseja que seja publicado na Revista,

  • Filiação institucional,
  • Cidade da Instituição,
  • Estado da Instituição,
  • País da Instituição de Ensino Superior à qual se adscreve,
  • Email a ser divulgado na revista
  • ORCID (é obrigatório)

É requisito mínimo para publicar artigos na Revista Neiba, Cadernos Argentina-Brasil, ter o mestrado em andamento.

Em casos de coautoria, pelo menos o primeiro autor deverá atender plenamente a este critério.

É requisito mínimo para envio de resenhas, ser mestrando.

Os editores se reservam o direito de rejeitar, antes da revisão, manuscritos que não se adequarem à revista, como em caso de inadequação à política e/ou escopo editorial da Revista Neiba, Cadernos Argentina-Brasil, desenvolvimento analítico inapropriado ou impreciso, formatação inconsistente ou não-observância às orientações aos autores e estilo de escrita pobre (esta lista não é exaustiva).

A extensão dos artigos deve ser entre 3.000 e 7.000 palavras, notas e referências bibliográficas inclusas. Se houver tabelas ou gráficos, os títulos, fontes e legendas deverão vir logo abaixo delas. 

Devem conter ainda os seguintes itens em inglês e em português, francês ou espanhol: (i) título; (ii) três palavras-chave; (iii) um resumo de até 150 palavras.

As resenhas devem focar em livros publicados nos últimos dois anos. Não devem ter mais que 1.000 palavras, nem conter título, notas e bibliografia. Devem constar, no início, a referência bibliográfica completa da obra resenhada, incluindo o ISSN, e 3 palavras-chave em português ou espanhol,  francês  e em inglês.

Os artigos e resenhas devem ser enviados tal como o modelo disponibilizado pela Revista Neiba, Cadernos Argentina-Brasil. Word, fonte Calibri light, tamanho 12, espaçamento múltiplo 1,5 cm. Margens: superior 3.5, esquerda 2.5, inferior 2, direita 2. As citações com mais de três linhas devem ser destacadas do texto compondo parágrafo com recuo de 4 cm (sem recuo na primeira linha), fonte Calibri light, tamanho 10, espaçamento simples. As citações indiretas devem vir no corpo de texto (Sobrenome, ano e página).

As notas de rodapé deverão ser de natureza substantiva, são destinadas apenas a  esclarecimentos adicionais ao texto, devem fonte Calibri Light, Tamanho 9, espaçamento simples.

As fontes e as referências bibliográficas serão listadas em ordem alfabética, ao final do texto; lembrando que nas referências bibliográficas deverão constar somente bibliografia citada ao longo do texto.

Texto citado:

Mantenha a pontuação e a ortografia originais. Se o texto citado contiver erros óbvios, insira [sic]. Citações curtas: coloque entre aspas simples, com aspas duplas em aspas simples, quando necessário. Use aspas simples para marcar uma citação dentro da citação. Se a citação não começar com uma letra maiúscula, insira-a em colchetes angulares, ex.:

[É] uma longa citação de mais de 40 palavras inseridas em um trabalho e, portanto, apresentada como um parágrafo recuado. Isso é mais conteúdo na longa citação de mais de 40 palavras. 'Esta é uma citação dentro da citação longa, colocada entre aspas simples', conforme a regra sugerida acima (Smith, 2013, p.34). 

Observação: Não use op cit, loc cit, ibid ou supra. Repita o nome e a data do autor para repetir referências.  

A Revista Neiba, Cadernos Argentina-Brasil usa o sistema de referência de Harvard(autor/data). Nesse sistema, o sobrenome do autor, ano de publicação (e às vezes números de página) são citados no texto, e um resumo bibliográfico completo da referência é fornecida em uma lista de referências no final do manuscrito. Um exemplo básico a seguir: 

Citação direta:

Se o nome do autor faz parte de sua sentença, então o sobrenome deve ser seguido pelo ano de publicação (entre parênteses).

  • Segundo Rafael Villa (2004), a aceitação da ideia da democracia como valor universal contribuiu para que a diplomacia brasileira estabelecesse um consenso em torno da vinculação entre democracia, integração regional e perspectivas de desenvolvimento.

Citação indireta:

Se você não mencionar o nome do autor no seu texto, então você deve colocar o nome e o ano de publicação do autor, entre parênteses, no final da frase.

  • O setor somou um prejuízo de mais de $4 bilhões de reais nos negócios com câmbio em 2011 (Pitta, 2013).
  • A Prússia funcionava na ocasião como o paymaster e exercia um papel institucional e político fundamental como coordenadora do aprofundamento do processo de integração (Mattli 1999, p. 123).

Dois ou três autores, citação direta e indireta:

Todos os autores (com data de publicação) deverá ser mencionado dentro de seu texto:

  • Como destaca Wilde e Zurn (2012), esta atitude alemã confirma análises como as de Hobolt (2012) e Ecker-Ehrhardt  e Wessels (2011), que estudam a correlação entre a avaliação que os cidadãos europeus fazem sobre a UE e seu próprio governo nacional.
  • Em 2008, a Cosan se associou à Shell para formar a empresa Raízen, que estimulou a concentração da produção de etanol pelo setor petroleiro (Xavier, Pitta e Mendonça, 2011).

Vários autores:

Quando houver mais de três autores fornecer apenas o nome do primeiro autor, seguido de  "et al." (E todos) em itálico, e do ano de publicação entre parênteses.

  • Segundo Tullo Vigevani et al (2008) a posição do Brasil frente a diferentes temas deve ser vista à luz de fatores constitutivos da política externa, enraizados na sociedade e no estado brasileiros: a autonomia e o universalismo.
  • Em seu ponto de vista, o bloco atuaria como um reforço para a inserção internacional do Brasil, sem os condicionamentos próprios de um mercado comum ou de traços supranacionais (Vigevani et al, 2008).

Várias obras de um único autor (mesmo ano):

Quando o mesmo autor tem publicado mais de um documento citado no mesmo ano, usar letras minúsculas para diferenciar cada documento, tanto nas citações diretas, indiretas e nas referências.

  • Almeida, F. R. de F. (2001a) Do grão ao pão. O trigo nas relações entre o Brasil e a Argentina. Dissertação de Mestrado, Universidade do Estado do Rio de Janeiro.
  • Almeida, F. R. de F. (2001b) ‘Aspectos econômicos e ecológicos dos transgênicos’, Revista CADE, ano III, n.4, Rio de Janeiro, Faculdade Moraes Junior, jul/dez.

Números de página:

Se você está citando diretamente ou usando ideias de uma página específica ou páginas de um trabalho, você também deve incluir o número da (s) página dentro de sua citação. Insira a abreviatura p. ou pp (para várias páginas) antes do número (s) página.

  • A Prússia funcionava na ocasião como o paymaster e exercia um papel institucional e político fundamental como coordenadora do aprofundamento do processo de integração (Mattli 1999, p.123).
  • Segundo Silva (2011, pp.157-158), “para os colombianos, além de Tabatinga, onde há uma presença significativa deles, outra via de entrada é a Venezuela, via Boa Vista (RR), como é o caso dos refugiados”.

Citando fontes secundárias:

Se você já leu sobre o trabalho de um autor em particular, mas não conseguiu consultar o trabalho real (a fonte primária) diretamente, então você deve fazer uma referência secundária. Use a  frase "citado em" e dê o número da página em que a fonte cita esta informação.

  • Segundo Garcia, “Não queremos que o país seja uma ilha de prosperidade em meio a um mundo de miseráveis. Temos que ajudá-los sim. Essa é uma visão pragmática” (citado por Dieguez, 2009).

Livros:

Elementos obrigatórios (livros impressos)

  •  Autor: Sobrenome usando letras maiúsculas e minúsculas, seguido de vírgula;
  • Iniciais do sobrenome maiúsculas com ponto final após cada uma;
  • Ano de publicação (não impressão ou impressão) entre parênteses;
  • Título completo em itálico. Somente a primeira palavra e os nomes próprios devem ser capitalizados. Siga com um ponto final (a menos que haja legenda);
  • Subtítulo: Segue dois pontos no final do título completo. Somente nomes próprios devem ser escritos em maiúsculas. Seguido por um ponto final;
  • Edição: inclua apenas se não for uma primeira edição. Use o número relevante seguido de "ed". Por exemplo,  ed.;
  • Local de publicação: Indique a cidade ou cidade e país, se houver possível confusão com o Reino Unido. Siga com dois pontos;
  • Editor: nome do editor seguido por ponto final.

Exemplo:

  • Ribeiro, M. C. M. (2010) Globalização e Novos Atores: a paradiplomacia das cidades brasileiras. Salvador: Editora da UFBA.

Capítulo de um livro editado:

  • Fonseca Jr, G. (1999) ‘Anotações sobre as condições do sistema internacional no limiar do século XIX: a distribuição dos pólos de poder e a inserção internacional do Brasil`, in G.Dupas e T.Vigevani (eds.), O Brasil e as novas dimensões da segurança internacional. São Paulo: Alfa-Omega/Fapesp, pp.17-42.

Artigos de revistas:

Elementos obrigatórios (artigos de periódicos impressos)

Autor (es), Iniciais. (Ano da publicação) ‘Título do artigo entre aspas simples’, Título completo da revista em itálico, Número do volume (número da edição/peça entre parêntesis), Números de página, ex.:

  • Haass, R. N. (2008). ‘The Age of Nonpolarity: What will Follow U.S. Dominance?’, Foreign Affairs, 87(3), pp.44-56.

Artigos de revistas on-line:

Mesma formatação do item anterior, devendo acrescentar o URL completo de onde o artigo foi acessado e a data que ocorreu o acesso, com o mês abreviado.

  • Dantas, A. T. (2013) ‘Comércio Externo do Brasil: o papel da América Latina e Caribe’, Mural Internacional, 4(2), pp. 48-54, [online]. Disponível em: http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/muralinternacional/article/view/8367 [Acesso em: 28 Jul. 2014]

Artigos de jornais:

Elementos obrigatórios (artigos de jornal)

Autor (se não houver autor, use o título do jornal em itálico). (Ano de publicação) ‘Título do artigo entre aspas simples’, Título do jornal em itálico, data, Referência da página, ex.:

  • Celestino, Helena (2014). Sedução, a falta que ela faz. O Globo, 05 outubro, p.55 .
  • Folha de São Paulo (2013). América do Sul perde fatia nos investimentos externos do Brasil, 03 de agosto, Caderno Mercado 2, p.5.
Fontes on-line:

Elementos obrigatórios (sites)

Autor/Organização (Ano) site / página que foi publicado ou o último título atualizado da página da Web/Internet (se ainda não tiver sido fornecido) em itálico. Disponível em: URL [Acesso em: xx mês ano], ex.:

Outras publicações acadêmicas:

Elementos obrigatórios (Teses/dissertações/Monografias)

Nome e as iniciais do autor. (Ano de apresentação). Título. Nível (PhD etc). Estabelecimento de ensino.

  • Pitta, F. T. (2011). Modernização Retardatária e agroindústria sucroalcooleira paulista: o Proálcool como reprodução fictícia do capital em crise. Dissertação de Mestrado, Geografia Humana/Universidade de São Paulo.

 

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

  1. A contribuição é original e inédita anteriormente, e não está sendo revisada para publicação em outra revista; se for, isso deve ser justificado em "comentários ao editor".
  2. Os arquivos são enviados no formato Microsoft Word ou RTF (desde que não excedam 2 MB).
  3. URLs para as referências foram informadas quando necessário.
  4. O texto está em espaço múltiplo 1,15; usa fonte Calibri light tamanho 12-pontos; emprega itálico em vez de sublinhado (exceto em endereços URL); tem recuo de 1,25 na primeira linha de cada parágrafo; as figuras e tabelas estão inseridas no texto, não no final do documento, como anexos.
  5. O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na seção "Sobre a Revista".
  6. O nome do(s) autor(es) foi/foram removido(s) do arquivo e da opção "Propriedades" no Word, garantindo o anonimato exigido por esta revista no caso de envio para avaliação por pares (por exemplo, artigos), de acordo com as diretrizes disponíveis em Assegurando a avaliação cega por pares.
  7. O artigo contém entre 3.000 e 7.000 palavras, incluindo notas e referências bibliográficas. Ele deve ter em inglês, português, francês ou espanhol: (i) um título, (ii) três palavras-chave e (iii) um resumo de no máximo 150 palavras.
  8. Preencho a titulação mínima necessária para publicar na Revista Neiba, Cadernos Argentina-Brasil. (No caso de coautoria: o autor principal deve ser, no mínimo, mestrando).
  9. Usei o modelo de folha de rosto fornecido pela Revista Neiba, Cadernos Argentina-Brasil  nas diretrizes para autores e o anexei separado do artigo em Documentos suplementares no ato da submissão.
 

Declaração de Direito Autoral

Os Direitos Autorais dos artigos publicados na Revista Neiba, Cadernos Argentina-Brasil pertencem ao(s) seu(s) respectivo(s) autor(es), com os direitos de primeira publicação cedidos à Revista Neiba, Cadernos Argentina-Brasil, com o trabalho simultaneamente licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição, a qual permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista. Em virtude da aparecerem na Revista Neiba, Cadernos Argentina-Brasil, os artigos são de uso gratuito, com atribuição de autoria obrigatória, para uso em aplicações educacionais e não-comerciais, de acordo com os termos da Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional adotado por esta Revista.

 

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License

 

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.