Plantai para a vitória: a atuação do Ministério da Agricultura e seus técnicos durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945)

Carolina Da Cunha Rocha

Resumo


O artigo analisa a gestão do Ministério da Agricultura (MA) e de seus técnicos durante o Estado Novo e a Segunda Guerra Mundial, períodos que atuaram como intervenientes diretos no crescente peso da ciência e da técnica na gestão das políticas para o campo, tornando-se elementos fundamentais para as reformas do órgão no período compreendido entre 1939 e 1945. Apoiando-se na análise dos relatórios anuais do MA, nos boletins informativos do órgão, assim como no material produzido pelo Serviço de Informação Agrícola (SIA) e também pela Revista do Serviço Público (RSP), foi possível identificar que neste período se consolidou no Brasil uma administração agrária baseada em uma burocracia técnica especializada no estudo dos problemas rurais, na elaboração de projetos voltados à modernização rural, bem como ao controle e reforma da sociedade e da economia nacional. Elementos que revelaram a íntima ligação entre a elaboração e implementação de políticas agrárias nacionais acompanhadas pela intervenção da ciência na produção agrícola.

  


Palavras-chave


Ministério da Agricultura. Burocracia técnica. Intercâmbios técnicos. Segunda Guerra Mundial. História Agrária.

Texto completo:

PDF

Referências


Fontes

ABCAR. Associação Brasileira de Crédito e Assistência Rural. Técnicos para o desenvolvimento da agricultura – formação profissional e mercado de trabalho. Rio de Janeiro, 1961.

BMA. Boletim do Ministério da Agricultura (1930 – 1947). O maior núcleo de técnicos de valor do Brasil. Rio de Janeiro, jul. 1941.

BMA. Boletim do Ministério da Agricultura (1930 – 1947). A colação de grau dos agronomandos de 1940. Rio de Janeiro, dez. 1940.

BMA. Boletim do Ministério da Agricultura (1930 – 1947). Visão Panorâmica da Economia Rural em face da Guerra. Rio de Janeiro, ago. 1941.

BMA. Boletim do Ministério da Agricultura (1930 – 1947). Produzir mais e melhor. Rio de Janeiro, jan. 1942.

BMA. Boletim do Ministério da Agricultura (1930 – 1947). A ação ruralista do Presidente Vargas. Rio de Janeiro, abr. 1942.

BMA. Boletim do Ministério da Agricultura (1930 – 1947). Os novos veterinários, discurso pronunciado pelo ministro Apolônio Sales, paraninfo da turma de 1942, da Escola Nacional de Veterinária. Rio de Janeiro, dez. 1942.

BMA. Boletim do Ministério da Agricultura (1930 – 1947). O Ministério de Agricultura mobilizado para a vitória do Brasil. Rio de Janeiro, ago. 1942.

BMA. Boletim do Ministério da Agricultura (1930 – 1947). A campanha dos clubes agrícolas. Rio de Janeiro, abr. 1945.

BMA. Boletim do Ministério da Agricultura (1930 – 1947). O Ensino e a indústria de óleos vegetais no Brasil. Rio de Janeiro, jan-jun 1940

BMA. Boletim do Ministério da Agricultura (1930 – 1947). A formação de técnicos especializados para a agricultura. Rio de Janeiro, dez. 1942, p. 86-87.

RMA. Relatório do Ministério da Agricultura (1930-1955). Ministro Apolônio Sales. Rio de Janeiro, 1942-2, p. 264.

RMA. Relatório do Ministério da Agricultura (1930-1955). Ministro Fernando Costa. Rio de Janeiro, 1932-2.

RSP. Revista do Serviço Público. Editorial, A reorganização do Ministério da Agricultura. Rio de Janeiro, jan. 1939, v.1, n.1.

RSP. Revista do Serviço Público. Cursos de aperfeiçoamento e especialização do Ministério de Agricultura. Rio de Janeiro, jul. 1942, v.3, n.1.

SIA/MA. Serviço de Informação Agrícola/Ministério da Agricultura. O Brasil e os óleos vegetais - relatório da Comissão Americana de Técnicos em Óleos Vegetais. Rio de Janeiro, 1942.

Bibliografia

BELLEZA, Newton de Castro. Evolução do Ministério da Agricultura. Rio de Janeiro: MA, 1955.

BRASIL, Felipe Gonçalves, CEPÊDA, Vera Alves & MEDEIROS, Tiago Batista. O DASP e a formação de um pensamento político-administrativo na década de 1930 no Brasil. Temas da Administração Pública, v.9, n.1, 2014, pp.1-21. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/125197. Acesso em 10 de junho de 2022.

CERVO, Amado & BUENO, Clodoaldo. História da política exterior do Brasil. Brasília: Universidade de Brasília, 2015.

FAUSTO, Bóris. História concisa do Brasil. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2001.

GRILLO, Heitor da Silveira. A reforma do Ministério da Agricultura. RSP. Revista do Serviço Público. Rio de Janeiro, v.1, n.1, Janeiro, 1939, p. 5-9.

MENDONÇA, Sônia Regina. Sociedade civil, sociedade política e agricultura no Brasil (1910-1945). História e Perspectivas, Uberlândia, v.48, jan.-jun. 2013, p. 43-80.

MITCHELL, Timothy. Rule of experts: Egypt, technopolitics and modernity. Berkeleys: University of California Press, 2002.

ROCHA, Carolina da Cunha. Cultivando el Estado, sembrando el progreso: el Ministerio de Agricultura y la formación de la tecnocracia agraria de Brasil (1930-1955). 2021. Tese (Doutorado em História) – El Colegio de México, 2021.

SÁ, Dominichi Miranda de. A Ciência como profissão: médicos, bacharéis e cientistas no Brasil (1895-1935). Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2006.

SALES, Apolônio. O Ministério da Agricultura no governo Getúlio Vargas (1930-1944). Rio de Janeiro: Ministério da Agricultura, 1945.

SARAIVA, Thiago. Fascist pigs technoscientific organisms and the history of facism. Cambridge: MIT Press, 2016.

TOTA, Antônio Pedro. O imperialismo sedutor: a americanização do Brasil na época da Segunda Guerra. São Paulo: Companhia das Letras, 2000.




DOI: https://doi.org/10.12957/revmar.2022.64721

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores

                 

         

              

               

 

 

Divulgadores