A construção da literatura histórica de Simão de Vasconcelos, SJ: entre o paradigma oriental e a busca por prestígio no século XVII

Camila Corrêa e Silva de Freitas

Resumo


No texto que ora se apresenta, pretendemos analisar a construção e a divulgação das obras históricas sobre a província do Brasil do jesuíta Simão de Vasconcelos entre as décadas de 1650 e 1660 tendo em vista três fatores contextuais importantes: a produção jesuítica de literatura histórica sobre as missões ultramarinas e sua publicização entre as décadas de 1550 e 1650 na Europa; os impactos da sua circulação nas dinâmicas internas da Companhia de Jesus; e as principais questões vividas pelos jesuítas da América portuguesa no período em que Vasconcelos elaborou seus textos. A partir da análise retórica e bibliográfica das obras do padre, bem como à luz do contexto das publicações jesuíticas missionárias e dos conflitos vividos pelos jesuítas do Brasil, procuramos demonstrar como o religioso construiu um discurso histórico sobre a província brasílica se utilizando dos principais elementos de prestígio da época com vistas a atrair mais missionários e fortalecer a atuação da ordem na América portuguesa.


Palavras-chave


Companhia de Jesus; Simão de Vasconcelos; literatura histórica; circulação; século XVII

Texto completo:

PDF

Referências


Referências bibliográficas

ALDEN, Dauril. The making of an enterprise. The Society of Jesus in Portugal, its Empire,

and beyond: 1540-1750. Stanford: Stanford University Press, 1996.

ARCHIVUM ROMANUM SOCIETATIS IESU, Congregatione Provinciale, 75.

AUTO de inventário e avaliação dos livros achados no Colégio dos Jesuítas do Rio de Janeiro e sequestrados em 1775. Revista do IHGB, Rio de Janeiro, v. 301, p. 212-259, out.-dez. 1973. Disponível em: https://ihgb.org.br/publicacoes/revista-ihgb/item/107994-revista-ihgb-volume 301.html. Acesso em: 15 abr.2021.

CAMENIETZKI, Carlos Ziller. O Paraíso Proibido. A censura ao paraíso brasileiro, a Igreja portuguesa e a Restauração de Portugal entre Salvador, Lisboa e Roma. Rio de Janeiro: Editora Multifoco, 2014.

CARAYON, Auguste, S.J. Bibliographie historique de la Compagnie de Jésus. Paris: Auguste Durand Libraire, 1864.

CASTELNAU-L’ESTOILE, Charlotte de. Operários de uma vinha estéril. Os jesuítas e a conversão dos índios no Brasil (1580-1620). Bauru: Edusc, 2006.

CHINCHILLA, Perla; ROMANO, Antonella (org.). Escrituras de la modernidad: los jesuitas entre cultura retórica y cultura científica. Cidade do México: Universidad Iberoamericana, 2008.

CYMBALISTA, Renato. A Companhia de Jesus nos séculos XVI-XVIII: uma comunidade global de mártires. Anais eletrônicos do XXVIII Simpósio Nacional de História, Florianópolis, 2015. Disponível em: http://www.snh2015.anpuh.org/site/anaiscomplementares#R. Acesso em: 19 abr.2021.

FEBVRE, Lucien; MARTIN, Henri-Jean. The coming of the book. The impact of printing, 1450-1800. Londres: NLB, 1976.

GOTOR, Miguel. Chiesa e santità nell’Italia moderna. Roma-Bari: Editori Laterza, 2004.

______________. Santi Stravaganti. Agiografia, ordini religiosi e censura ecclesiastica nella prima età moderna. Roma: Aracne Editrice, 2012.

GUERREIRO, Bartolomeu. Gloriosa Coroa dos Esforçados Religiosos da Companhia de Jesu mortos pela fé católica nas conquistas dos Reinos da Coroa de Portugal. Lisboa: Antonio Alvarez, Impressor del Rey, 1642.

GUERREIRO, Fernão. Relação anual das Coisas que fizeram os padres da C. de J. nas partes da Índia Oriental e em algumas outras da conquista deste reino nos anos de 1604 e 1605, e do processo de conversão e cristandade daquelas partes; tirada das cartas dos mesmos padres que de lá vieram. Lisboa: Pedro Craesbeek, 1607.

HAMY, Alfred. S.J. Documents pour servir à l’histoire des domiciles de la Compagnie de Jésus dans le monde entier de 1540 a 1773. Paris: Alphonse Picard Libraire,1892.

LEITE, Serafim. História da Companhia de Jesus no Brasil. Rio de Janeiro/Lisboa: INL/Portugália, 1938-1950. 11 v.

________________. História da Companhia de Jesus no Brasil. São Paulo: Edições Loyola, 2004. 4v.

MALDAVSKY, Aliocha. Entre mito, equívoco y saber. Los jesuítas italianos y las missiones extraeuropeas em el siglo XVII. In: ZUPANOV, Inés et al. (org). Missions d’evangelization et circulation des savoirs. Siècles XVI-XVIII. Madri: Casa de Velázquez, 2011, p.41-58.

NEVEU, Gérard. La fabrique d’un saint missionnaire jésuite dans la longue durée (XVIIe, XVIIIe et XIXe siècles): Pedro Claver (1580-1654) entre rhétorique, théologie et histoire. Les Dossiers du Grihl, n.2015-01, 2015. Disponível em: http://dossiersgrihl.revues.org/6318. Acesso em: 20 abr. 2021.

OSSWALD, Maria Cristina. S. Francisco Xavier, o “Apóstolo do Oriente”: estratégias de constituição dum culto na época Moderna (séculos XVI-XVII). Revista Lusófona de Ciência das Religiões, Lisboa, ano VII, n.13-14, p.327-342, 2008.

PALOMO, Federico (org.). La memoria del mundo: clero, erudición y cultura escrita en el mundo ibérico (siglos XVI-XVIII). Madrid: Publicaciones Universidad Complutense de Madrid, 2014 (Cuadernos de Historia Moderna. Anejos. Serie de Monografías, XIII). Disponível em: https://revistas.ucm.es/index.php/CHMO/issue/view/2628 . Acesso em 25 abr. 2021.

PAVONE, Sabina. I gesuiti. Dalle origini alla soppressione. Roma-Bari: Editora Laterza, 2004.

RAMOS, Luís A. de Oliveira. Um jesuíta do Barroco (1596-1671). In: Barroco: Actas do II Congresso Internacional, Porto: Universidade do Porto, 2003, p.423-438.

ROZZO, Ugo (org.). Il libro religioso. Milão: Edizioni Sylvestre Bonnard, 2002.

RUSSELL, Camilla. Imagining the ‘Indies’: Italian Jesuit petitions for the overseas missions at the turn of the seventeenth century. In: DONATTINI, Massimo; MARCOCCI, Giuseppe; PASTORE, Stefania (org.). L’Europa divisa e i nuovi mondi. Per Adriano Prosperi. Pisa: Edizioni della Normale, 2011. v.2, p.179-189.

________________. Vocation to the East: Italian Candidates for the Jesuit China Mission at the turn of the Seventeenth Century. In: ISRAELS, Machtelt; WALDMAN, Louis A. (ed.). Renaissance Studies in honor of Joseph Connors. Florença: Harvard University Press, 2013.v.2, p.313-327.

SANTOS, Zulmira Coelho dos. Em busca do paraíso perdido: a Chronica da Companhia de Jesu do Estado do Brasil de Simão de Vasconcelos, S.J. In: CARVALHO, José Adriano de Freitas (dir.). Quando os frades faziam História. Porto: Centro universitário de História da espiritualidade, 2001. p.145-178.

__________________________. A literatura ‘hagiográfica’ no Brasil do tempo do Pe. António Vieira: da Chronica da Companhia de Jesu do Estado do Brasil e do que obrarão seus filhos nesta parte do Novo Mundo (1663) às biografias devotas de Simão de Vasconcellos. Românica, Lisboa, v.17, p.151-166, 2008.

SILVA, Luiz Antônio Gonçalves. As bibliotecas dos jesuítas: uma visão a partir da obra de Serafim Leite. Revista Perspectivas em Ciência da Informação, v.13, n. 2, maio/ago., p. 219-237, 2008.

SOMMERVOGEL, Carlos, S.J. Bibliothèque de la Compagnie de Jésus. Bruxelas: Oscar Schepens; Paris: Alphonse Picard, 1890-1932. 9v

VASCONCELOS, Simão de. Vida do P. Joam D’Almeida da Companhia de Jesu na Provincia do Brazil. Lisboa: Oficina Craesbeeckiana, 1658.

_______________________. Chronica da Companhia de Jesu do Estado do Brasil. Lisboa: Henrique Valente de Oliveira, Impressor delRey N.S., 1663.

________________________.Vida do venerável Padre Joseph de Anchieta da Companhia de Jesu, Taumaturgo do Novo Mundo, na Provincia do Brasil. Lisboa: João da Costa, 1672.

ZERON, Carlos Alberto de Moura Ribeiro. A construção de uma ordem colonial nas margens americanas do império português: discussões sobre o bem comum na disputa de moradores e jesuítas pela administração dos índios (XVI-XVIII). 2009. Tese de livre docência – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), Universidade de São Paulo, São Paulo.




DOI: https://doi.org/10.12957/revmar.2021.59483

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores

                 

         

              

               

 

 

Divulgadores