Entrevista com George Felix Cabral de Souza, Professor Associado da Universidade Federal de Pernambuco

Rafael Ricarte da Silva, Reinaldo Forte Carvalho

Resumo


Entrevista para a Revista Maracanan, n. 25 - "Poderes, trajetórias e administração no Império português (séculos XVI-XVIII)", set.-dez. 2020. 


Palavras-chave


Entrevista; George Felix Cabral de Souza; História do Brasil Colonial

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Lei n.º 14.038, de 17 de agosto de 2020. Dispõe sobre a regulamentação da profissão de Historiador e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 18 ago. 2020, seção 1, p. 4.

CARVALHO, Bruno. Regulamentação da profissão de historiador no Brasil: muitas oportunidades e um risco considerável. Café História. (Portal). Disponível em: https://www.cafehistoria.com.br/regulamentacao-da-profissao-de-historiador-riscos-oportunidades/. Publicado em: 24 fev. 2020. Acesso em: 27 set. 2020.

NABUCO, Joaquim. Minha formação. Brasília: Câmara dos Deputados, 2019.

SOUZA, G. F. C. de. Elite e exercício de poder no Brasil colonial: a câmara municipal do Recife (1710-1822). Recife: Ed. Universitária da UFPE, 2015.

SOUZA, G. F. C. de. Os homens e os modos da governança: a Câmara Municipal do Recife no século XVIII. Recife: Câmara Municipal do Recife, 2003.

SOUZA, G. F. C. de. Tratos e mofatras: o grupo mercantil do Recife colonial (c. 1654 - c. 1759). Recife: Ed. Universitária UFPE, 2012.




DOI: https://doi.org/10.12957/revmar.2020.54856

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores

                 

         

              

              

 

Divulgadores