As Brasílias dos saraus das periferias: imagens além do cartão postal

Lucía Tennina

Resumo


Ainda hoje, as representações de Brasília que circulam como hegemônicas e os brasilienses que nelas aparecem, centram-se todas no projeto original, por mais que muitas delas ressignifiquem suas bases ligadas ao progresso e aos ideais capitalistas, contrapondo relatos que acentuam os afetos, os sentimentos, os corpos que convivem entre o asfalto e o concreto, aspectos à primeira vista incompatíveis com a lógica da cidade.No entanto, nos últimos anos, certas narrativas historicamente desoladas e silenciadas procedentes das periferias do Plano Piloto, começaram a ressoar, trazendo no imaginário sobre a cidade outras brasílias em plural que não são mais pensadas como uma utopia, mas como uma heterotopia, uma subversão da ordem estabelecida que nos leva à criação de lugares ressignificados e alternativos. O espaço por excelência da criação e vociferação dessas histórias são os saraus das periferias. Este artigo analisa as imagens sobre Brasília que são construídas nesses espaços literários situados nas Regiões Administrativas, compondo, além da análise, um arquivo com material que não circula além desse circuito literário independente e autônomo.


Palavras-chave


Brasília; Regiões Administrativas; Periferias; Saraus

Texto completo:

PDF

Referências


BEAL, Sophia. A arte de andar nas ruas de Brasília. Revista Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea, Brasília, n. 45, p. 65-83, 2015.

BEAL, Sophia. Autores da própria competição: repente, batalhas de MCs e slams no Distrito Federal. In: DALCASTAGNÈ, Regina; TENNINA, Lucía.Literatura e periferias. Porto Alegre:Zouk, 2019.

BHABHA, HomiK. El lugar de la cultura. Buenos Aires: Manantial, 2002.

DERRIDA, Jacques. Mal de arquivo: uma impressão freudiana. Rio de Janeiro: RelumeDumará, 2001.

FOUCAULT, Michel. Las palabras y las cosas. Buenos Aires: Siglo XXI, 2003.

POLLAK, Michelle. Memória, esquecimento e silêncio. Revista Estudos Históricos, v. 2, n. 3, 1989.

SANTARÉM, Paulo Henrique da Silva. A cidade Brasília (DFE): conflitos sociais e espaciais significados na raça. 2013. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) – Departamento de Antropologia, Instituto de Ciências Sociais, Universidade de Brasília, Brasília.

TENNINA, Lucía. Cuidado com os poetas! Literatura e periferia na cidade de São Paulo. Porto Alegre:Zouk, 2017.




DOI: https://doi.org/10.12957/revmar.2020.46624

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores

                 

         

              

              

 

Divulgadores