Poética da escavação: figurações da memória em Laura Alcoba

Dayane Campos da Cunha Moura, Silvina Liliana Carrizo

Resumo


Este artigo propõe uma reflexão sobre a questão da memória e sua narratividade a partir da [re]criação de uma voz calcada na experiência da clandestinidade sob o olhar infantil. Trata-se de analisar o retorno à vivência do trauma, do exílio e do silenciamento que, mais de trinta anos após o Golpe Cívico-Militar argentino, encontra via de expressão na língua francesa, idioma de acolhida de Laura Alcoba. A autora, exilada na França desde o final da década de setenta, filha de militantes do grupo Montoneros, evoca, nos livros aqui analisados, tanto os meses precedentes a 1976, quanto sua descoberta a um só tempo apaixonada e angustiada do francês, o exílio, as perdas e a forte ligação com o pai, sua travessia nas línguas e narrativas.


Palavras-chave


Espaço (auto)biográfico; Memória; Esquecimento; Infância; Laura Alcoba

Texto completo:

PDF

Referências


ALCOBA, Laura. El azul de las abejas. Buenos aires: Edhasa, 2014.

ALCOBA, Laura. La casa de los conejos. Buenos Aires: Edhasa, 2014.

ALCOBA, Laura. La danza de la araña. Buenos Aires: Edhasa, 2017.

ARFUCH, Leonor. La vida narrada. Memoria, subjetividad y política (Poliedros - Zona de crítica) (Spanish Edition, 2018). Ebook Kindle.

ARFUCH, Leonor. O espaço biográfico: dilemas da subjetividade contemporânea. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2010.

AVELAR, Idelber. Alegorias da derrota: a finção pós-ditatorial e o trabalho do luto na América Latina. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2003.

BARTHES, Roland. A câmara clara: nota sobre a fotografia. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2015.

DE MAN, Paul. La autobiografía como desfiguración. Suplemento Anthropos, Barcelona, Anthropos, n. 29, p. 113-118, 1991.

DIATKINE, Anne. Le blocage espagnol de Laura Alcoba. Publicado em: 4 ago. 2014. Disponível em: https://next.liberation.fr/livres/2014/08/04/le-blocage-espagnol-de-laura-alcoba_1075473. Acesso em: 20 nov. 2018.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Sobrevivência dos vaga-lumes. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2011.

ECO, Umberto. Seis passeios pelos bosques da ficção. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

LEJEUNE, Philippe. O pacto autobiográfico. De Rousseau à internet. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2008.

PRON, Patricio. O espírito dos meus pais continua a subir na chuva. São Paulo: Todavia, 2018.

SARMIENTO, Domingo Faustino. Facundo ó civilización i barbarie en las pampas argentinas. Nova York: [s.n.], 1868.

SELIGMANN-SILVA, Márcio. Apresentação da questão: a literatura do trauma. In: SELIGMANN-SILVA, Márcio (org.). História, memória, literatura: o testemunho na Era das Catástrofes. Campinas, SP: Ed. Unicamp, 2003.

TONUS, Leonardo. Agora vai ser assim. São Paulo: Nós, 2018.




DOI: https://doi.org/10.12957/revmar.2019.40022

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores

                 

         

              

              

 

Divulgadores