"Entre os artistas amigos o momento bom de ternura é o aparecimento de obra nova": O exercício da crítica literária na correspondência de Luís da Câmara Cascudo e Mário de Andrade (1924-1928)

Giuseppe Roncalli Ponce Leon Oliveira, Marinalva Vilar de Lima, José Machado da Nóbrega

Resumo


A troca de missivas, na década de 1920, tornou-se um meio eficaz para a circulação de textos inéditos entre intelectuais modernistas. As correspondências trocadas entre os integrantes do Modernismo brasileiro revelam que a partilha do texto inédito se estabeleceu entre eles como uma prática constante. Mário de Andrade e Luís da Câmara Cascudo foram, sem dúvida, alguns desses intelectuais que viam na circulação de manuscritos um estímulo para a troca de ideias entre seus pares, é o que se observa no grande volume de manuscritos que enviaram, receberam e comentaram. Neste artigo, serão discutidos aspectos relacionados ao exercício da crítica literária na escrita epistolar de Luís da Câmara Cascudo e Mário de Andrade entre os anos de 1924 a 1928 e 1937.

 


Palavras-chave


Crítica Literária; Correspondência; Rede de Sociabilidade Intelectual; Luís da Câmara Cascudo; Mário de Andrade

Texto completo:

PDF

Referências


ALTAMIRANO, Carlos. Ideias para um programa de História intelectual. Tempo Social, Revista de Sociologia da USP, São Paulo, v. 19, n. 1, jun. 2007.

ARAÚJO, Humberto Hermenegildo de. O Poeta e o Prosador. In: Leituras sobre Câmara Cascudo, João Pessoa: Ed. Idéia, 2006.

BEZERRA, Carlos Eduardo; SILVA, Telma Maciel da. A Correspondência de escritores brasileiros como fonte de pesquisa para os estudos literários e históricos. Historiae, Rio Grande (RS), v. 1, n. 1, 2010.

DIAZ, José Luis. Qual a Genética para as Correspondências? Trad. Claudio Hiro e Maria Sílvia B. Ianni. Manuscrítica. Revista de Crítica Genética, São Paulo, n. 15, 2007.

FERREIRA, José Luiz. Gilberto Freyre e Câmara Cascudo: perspectivas do elemento regional. In: ARAÚJO, Humberto Hermenegildo de; OLIVEIRA, Irenísia Torres de (orgs.). Regionalismo, modernização e crítica social na literatura brasileira. São Paulo: Nankin, 2010.

GALVÃO, Dácio Tavares de Freitas. O poeta Câmara Cascudo: um livro no inferno da biblioteca. 2012. Tese (Doutorado em Letras) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal.

GOMES, Edna Maria Rangel de Sá. Correspondências: leitura das cartas trocadas entre Luís da Câmara Cascudo e Mário de Andrade. 1999. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal.

MACHADO, Márcia Regina Jaschke. O Modernismo dá as cartas: circulação de manuscritos e produção de consensos na correspondência de intelectuais nos anos de 1920. 2012. Tese (Doutorado em Letras) – Universidade de São Paulo, São Paulo.

MORAES, Marcos Antônio de (org.). Acordes, contrapontos: entrecruzamentos biobibliográficos de Cascudo e Mário. In: CASCUDO, Luís da Câmara. Câmara Cascudo e Mário de Andrade: cartas (1924-1944). São Paulo: Global, 2010.

MORAES, Marcos Antônio de. Orgulho de jamais aconselhar: a epistolografia de Mário de Andrade. São Paulo: EDUSP; FAPESP, 2007.

SIRINELLI, Jean-François. Os intelectuais. In: REMOND, René (dir.). Por uma história política. Rio de Janeiro: Ed. FGV, 2003.




DOI: https://doi.org/10.12957/revmar.2017.28475

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores

                 

         

              

              

 

Divulgadores