Romantismo Nos Trópicos: Motivos Literários No Brasil Oitocentista

Antônio Sérgio Pontes Aguiar, Ruben Maciel Franklin

Resumo


Este artigo tem como objetivo discutir a emergência do romantismo no Brasil a partir dos debates promovidos pelos romancistas e críticos no decorrer do século XIX, atentando para como seus protagonistas estavam inseridos na vida política local e como, a partir daí, forjaram um movimento de traços nacionais. Para isto, analisamos algumas das principais obras lançadas à época, bem como nos atemos a uma revisão bibliográfica sobre o tema em questão. Observamos que o romantismo, enquanto movimento literário e artístico, também trouxe a tona uma série de problemas concernentes aos temas centrais que pautariam uma literatura tipicamente nativa, a relação dos (escritores) brasileiros para com a cultura europeia e a própria luta pela afirmação de uma identidade nacional num contexto de reorganização política e busca pelos valores que sustentariam a Nação recém-independente (1822).

Palavras-chave


Romantismo; Literatura; Brasil; Nação

Texto completo:

PDF

Referências


ALENCAR, José de. Cartas sobre a Confederação de Tamoios. In: COUTINHO, Afrânio (org.). Caminhos do pensamento crítico, vol. 1. Rio de Janeiro: Pallas, 1980.

ALONSO, Angela. Ideias em movimento. São Paulo: Paz e Terra, 2002.

ARAUJO, Valdei Lopes de. A experiência do tempo. Conceitos e narrativas na formação nacional brasileira (1813-1845). São Paulo: Hucitec, 2008.

BAPTISTA, Abel Barros. A formação do nome. Duas interrogações sobre Machado de Assis. Campinas, SP: Ed. Unicamp, 2003.

BARBOSA, Januário da Cunha. Ao Público. In: ZILBERMAN, Regina; MOREIRA, Maria Eunice (orgs.). O Berço do Cânone: textos fundadores da história da literatura brasileira. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1998.

BAREL, Ana Beatriz Demarchi. Um romantismo a oeste. Modelo francês, identidade nacional. São Paulo: AnnaBlume, 2002.

CAMPOS, Haroldo de. Serafim: um grande Não-Livro. In: Obras completas de Oswald de Andrade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1978.

CANDIDO, Antonio. Brigada Ligeira e outros escritos. São Paulo: Ed. UNESP, 1992.

CANDIDO, Antonio. Formação da Literatura Brasileira. Rio de Janeiro: Ouro Sobre Azul, 2007.

CANDIDO, Antonio. O romantismo no Brasil. São Paulo: Humanitas, 2004.

COUTINHO, Afrânio (org.). Caminhos do pensamento crítico. Vol. 1. Rio de Janeiro: Pallas, 1980.

COUTINHO, Afrânio. A tradição afortunada (o espírito de nacionalidade na crítica brasileira). São Paulo: José Olympio, 1968.

COUTINHO, Afrânio. Conceito de Literatura Brasileira. Rio de Janeiro: Pallas; M.E.C., 1976.

CRUZ COSTA, João. Contribuição à história das ideias no Brasil. RJ: Civilização Brasileira, 1967.

DENIS, Ferdinand. Resumo da História Literária do Brasil. In: CESAR, Guilhermino (org.). Historiadores e críticos do romantismo. 1. A contribuição europeia: crítica e história literária. São Paulo; Rio de Janeiro: Ed. USP; LTC, 1978.

MAGALHÃES, Gonçalves de. Discurso sobre a História da Literatura do Brasil In: COUTINHO, Afranio (org.). Caminhos do pensamento crítico. Vol. 1. RJ: Pallas, 1980, p. 33.

MENEZES, Eduardo Diatahy B de. Alencar e seu projeto literário de construção nacional. Tensões Mundiais, v. 9, n. 16, p. 176-195, 2013.

PERRONE-MOISÉS, Leyla. Vira e mexe nacionalismo. Paradoxos do nacionalismo literário. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

RAMOS, Francisco Régis Lopes. José de Alencar: entre o romance e a história. Projeto História, n. 43, p. 319-343, dez. 2011.

RENAN, Ernest. O que é uma nação? In: ROUNET, Maria Helena (Org.). Nacionalidade me questão. Caderno da Pós/Letras 19. Rio de Janeiro: UERJ, 1997.

RICUPERO, Bernardo. O romantismo e a ideia de nação no Brasil (1830-1870). São Paulo: Martins Fontes, 2004.

RODRIGUES, A. E. M. José de Alencar: o poeta armado do século XIX. Rio de Janeiro: FGV, 2001.

RODRIGUES, Antonio Edmilson Martins. José de Alencar – o poeta armado do século XIX. Rio de Janeiro: FGV, 2001.

ROUNET, Maria Helena (org.). Nacionalidade em questão. Caderno da Pós/Letras 19. Rio de Janeiro: UERJ, 1997.

SCHWARZ, Roberto. Ao vencedor as Batatas: forma literária e processo social nos inícios do romance brasileiro. São Paulo: Duas Cidades, 1981.

VENTURA, Roberto. Estilo Tropical. São Paulo: Companhia das Letras, 1991.

WOLF, Ferdinand. O Brasil Literário. História da Literatura Brasileira. In: CESAR, Guilhermino (org.). Historiadores e críticos do romantismo. Vol. 1: A contribuição europeia: crítica e história literária. São Paulo; Rio de Janeiro: Ed. USP; LTC, 1978.




DOI: https://doi.org/10.12957/revmar.2017.27207

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores

                 

         

              

              

 

Divulgadores