Do megalitismo às gravuras rupestres: contribuições para a arqueologia da Região do Jalapão, Tocantins, Brasil

Jorge Eremites de Oliveira, Rodrigo Luiz Simas de Aguiar

Resumo


O Jalapão é uma região tocantinense ainda praticamente desconhecida para a arqueologia brasileira.  Se em um primeiro momento parece um ambiente quase desértico, na verdade é farto em água e apresenta grande diversidade biológica, constituindo-se verdadeiro celeiro para as populações indígenas pretéritas.  Com efeito, um diagnóstico arqueológico registrou em março de 2009 dezoito sítios arqueológicos em apenas doze dias de campo, confirmando a potencialidade arqueológica da região.  Os alinhamentos de pedras e os enfileiramentos de seixos são as modalidades de sítios arqueológicos que mais chamaram a atenção dos pesquisadores, pois oferecem uma perspectiva de estudo arqueoastronômico para a área em questão.  O presente trabalho pretende trazer para a comunidade científica os dados referentes a estes achados, no intuito de subsidiar futuros estudos arqueológicos na região do Jalapão.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/revmar.2011.12891

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores

                 

         

              

              

 

Divulgadores