Sobre a Revista

Foco e Escopo

Revista Maracanan objetiva oferecer à comunidade acadêmica artigos originais, notas de pesquisa, resenhas, traduções e entrevistas representativos de avanços na produção dos estudos sobre História. A partir de uma perspectiva pluralista, o periódico abre-se a diversas dimensões e enfoques historiográficos de pesquisadores com formação e produção nas áreas de Ciências Humanas e Sociais.

 

Processo de Avaliação pelos Pares

Todos os artigos e notas de pesquisa serão condicionados à avaliação cega por pares. O exame do material submetido caberá a dois pareceristas externos, convidando-se um terceiro avaliador em casos de discordância entre as conclusões remetidas à Revista.

Os autores serão notificados do aceite ou não dos respectivos trabalhos, podendo o texto estar sujeita a modificações, conforme a indicação dos avaliadores.

O artigo submetido à Revista deve ser inédito e original e não deve estar sendo considerado por outra publicação.

O tempo de avaliação varia regularmente entre 60 e 120 dias.

Cada autor só poderá ter um artigo em processo de avaliação, a partir da data de submissão até a publicação.

A Revista observará, ainda, um intervalo de dois anos entre a publicação de um artigo e o início de um novo processo de submissão pelos autores.

 

Resultados:

Aceitar. Reavaliação. Rejeitar.

Parecerista 1

Parecerista 2

Parecerista 3

Resultado

Aceitar

Aceitar

 

Aceito

Aceitar

Reavaliação

Aceitar

Aceito

Aceitar

Rejeitar

Aceitar

Aceito

Reavaliação

Reavaliação

 

 

Reavaliação

Rejeitar

 

Rejeitado

Rejeitar

Rejeitar

 

Rejeitado

Aceitar

Reavaliação

Reavaliação

 

Aceitar

Reavaliação

Rejeitar

Rejeitado

* Artigos rejeitados, mesmo após revisão e reestruturação, não serão aceitos em nova submissão.

 

Diretrizes para avaliação:

1. O texto submetido deve encontrar-se sintonizado com os propósitos inerentes a um periódico científico;

2. O título e as palavras-chave devem ser adequados ao objeto de estudo;

3. O resumo deve ser adequado (descrever o objetivo, indicar referencial teórico, métodos utilizados e principais resultados e conclusões); 

4. O problema ou o objetivo deve estar proposto no corpo do texto; 

5. Deve haver clareza e pertinência no argumento central; 

6. O texto deve ser fluente, coeso e bem-estruturado;

7. A revisão bibliográfica utilizada deve ser adequada e atualizada;

8. A reflexão teórica desenvolvida deve ser densa e qualificada; 

9. A metodologia deve estar explicitada no texto; 

10. O texto deve oferecer contribuições relevantes para a comunidade de pesquisadores da área de história ou de áreas correlatas.

* Todos estes critérios estão previstos em seções específicas do "formulário de avaliação" disponível aos pareceristas.

 

Periodicidade

A partir de 2019, a Revista Maracanan passa a ser publicação quadrimestral. Seus artigos são recebidos em fluxo contínuo e por meio de chamadas abertas para dossiês temáticas.

 

Política de Acesso Livre

A Revista Maracanan segue os princípios da ciência aberta relacionados aos periódicos científicos. A submissão, processamento e publicação dos artigos é integralmente gratuíta para os autores. De igual modo, os leitores têm acesso aberto e imediato a todo conteúdo publicado, sem necessidade de cadastro ou assinatura.

 

Código de Ética

O código de ética da Revista Maracanan é o documento formulado pelos editores, atentos às boas práticas nacionais e internacionais de pesquisa e publicação científica. Seu principal objetivo é garantir a todos os entes envolvidos no processo de publicação - autores, avaliadores, editores, leitores e conselheiros - políticas e procedimentos claros, evitando má conduta. Para participar de qualquer atividade relacionada ao periódico é necessário estar de acordo com as suas disposições, abaixo relacionados.

 

Conduta Ética:

1. Autores:

1.1 Garantir a integridade dos dados apresentados na submissão;

1.2 Assegurar autenticidade e originalidade dos artigos;

1.3 Certificar-se do bom uso das fontes e dos devidos créditos à bibliografia consultada, com indicação adequada e completa;

1.4 Declarar quaisquer potenciais conflitos de interesse;

1.5 Certificar-se, o autor principal, que os demais autores contribuíram significativamente para os resultados da pesquisa e redação do artigo;

1.6 Certificar-se da adequação do artigo ao escopo do periódico e às diretrizes para submissão dispostas em seção específica.

1.7 Disponibilizar, caso seja requisitado, reprodução eletrônica ou física dos “Termos de Consentimento Livre e Esclarecido”, em caso de pesquisa com história oral que envolvam pessoas em situação de restrição parcial ou total de liberdades.

2. Editores

2.1 Assegurar conduta ética, baseada nos princípios da integridade, imparcialidade, confidencialidade e transparência, em todo processo que vai desde a submissão até a publicação;

2.2 Garantir qualidade, originalidade, rigor, coerência, diversidade de pensamento nos trabalhos aprovados para publicação;

2.3 Estabelecer e gerenciar políticas de conflitos de interesse dos diversos atores que participam do processo de certificação científica e publicação de periódicos;

2.4 Observar e seguir boas práticas internacionais relacionadas à ciência aberta.

3. Membros do Conselho Editorial e do Conselho Consultivo:

3.1 Reforçar, junto à comunidade científica, a prática de conduta ética em todos os processos que envolvem submissão, revisão por pares e publicação do periódico.

3.2 Não utilizar, em qualquer circunstância, informações privilegiadas, às quais teve acesso como membro do Conselho Editorial ou Conselho Consultivo.

3.3 Alertar ao editor-chefe sobre possíveis conflitos de interesse que prejudiquem a integridade de sua atuação como membro do Conselho Editorial ou Conselho Consultivo.

4 Avaliadores Ad hoc:

4.1 Manter posição de integridade e ética diante da comunidade científica, em particular, e da sociedade, de forma geral;

4.2 Assegurar confidencialidade, imparcialidade e integridade na realização da avaliação do artigo;

4.3 Não utilizar, em qualquer circunstância, informações privilegiadas, às quais teve acesso como revisor;

4.4 Contribuir para o efetivo aperfeiçoamento do artigo, com pareceres críticos e construtivos;

4.5 Cumprir o prazo de avaliação acordado com o editor ou informar da impossibilidade do cumprimento;

4.6 Alertar ao editor sobre possíveis conflitos de interesse que prejudiquem a integridade do processo de avaliação;

 

Políticas para violação de boas práticas:

Este Código de Ética adota as políticas estabelecidas pelo Committee on Publication Ethics (COPE) para as situações de má conduta ética. Considerando como má conduta, entre outras, as seguintes ocorrências:

1. Publicação em duplicidade;

2. Publicação em similaridade;

3. Fabricação de dados;

4. Alterações de autoria (inclusão/exclusão);

5. Suspeita de autoria (“ghost”, “guest” ou “gift”);

6. Conflito de interesse não declarado pelo autor;

7. Problema ético em artigo submetido à publicação

8. Uso inapropriado de informação pelos editores, conselheiros ou avaliadores.

Nos casos em que se levante suspeita de qualquer das transgressões acima, os editores entrarão em contato com o(s) autor(es) para esclarecimentos. Persistindo, será instituída comissão externa para julgamento. E, confirmando-se, cabe correção do artigo e/ou retratação, daqueles já publicados, e rejeição, daqueles ainda em processamento.

 

Códigos de ética nacionais e internacionais observados:

Declaration on Research Assessment (DORA)

Committee on Publication Ethics (COPE)

Código de Boas Práticas Científicas FAPESP

Diretrizes do CSE/ABEC

CSE Whith Paper on Publication Ethics

Declaración de Panamá de Ciencia Abierta

Guia de Boas Práticas... na Publicação Científica - Scielo

 

Verificação de Plágio

A Revista Maracanan utiliza em todos os artigos o serviço de verificação de plágio NoPlag, assistente de detecção online.

 

Indexadores, Diretórios e Divulgadores

                    

 

Sponsors

A Revista Maracanan conta com o apoio financeiro indireto da CAPES, da FAPERJ e da Editora da UERJ.

 

Histórico do periódico

A Revista Maracanan é a publicação científica editada pelo corpo docente do Programa de Pós-graduação em História da Universidade do Estado do Rio de Janeiro desde 1999. A partir de 2014 sua periodicidade passou a ser semestral e seu conteúdo integralmente disponibilizado online no Portal de Publicações Eletrônicas da Editora UERJ. Em 2019, a publicação passou a ser quadrimestral, com três edições por volume. Neste mesmo ano, adotou-se a política de seleção de dossiês temáticos por meio de chamadas públicas, a partir de propostas encaminhadas por professor-doutores de universidades do Brasil e do exterior, que atuam como organizadores, mantendo-se o sistema de avaliação cega por pares.