Implantação de um canteiro medicinal didático em uma Unidade Básica de Saúde do Distrito Federal: relato de experiência

Yasmine Pinto Cabral Galante, Fernando Henrique Aires, Lígia Villela Rodrigues, Ilze Kaippert, Juliana de Souza Lapa, Rodolfo Rego Deusdará Rodrigues

Resumo


O uso das plantas para tratamento de enfermidades é uma prática comum no Brasil. No entanto, observa-se uma carência de profissionais capacitados para orientar o uso racional e seguro de espécies medicinais à população. Considerando a importância de ampliar o conhecimento sobre as plantas medicinais nos profissionais de saúde e comunidade adstrita, o estudo tem como objetivo relatar a experiência da implantação de um canteiro medicinal didático em uma unidade básica de saúde do Distrito Federal. Inicialmente, foi criado um grupo composto por uma residente em medicina de família e comunidade, uma terapeuta ocupacional e uma assistente social pertencentes ao núcleo de apoio à saúde da família. A implantação do canteiro foi realizada em quatro encontros os participantes do projeto, onde foi trabalhado o uso seguro e racional das plantas medicinais, além do cultivo, manejo e plantio das espécies estudadas no canteiro medicinal didático. A criação do canteiro medicinal proporcionou um ambiental ideal para a discussão de temas relacionados ao autocuidado, além disso, promoveu a capacitação dos profissionais neste assunto e evidenciou a carência por programas e modelos que versem sobre o tema.


Palavras-chave


Plantas medicinais, Atenção Primária a Saúde, Sistema Único de Saúde

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/interag.2019.53551

ISSN: 1519-8847 | E-ISSN: 2236-4447
Depext-SR3/UERJ