Ações de extensão universitária: educação nutricional para idosas

Franciele Coutinho França, Leide da Conceição Sanches, Maria Cecilia Da Lozzo Garbelini

Resumo


A alimentação incorpora aspectos da vida humana, quais sejam emocionais, culturais e sociais, associados a momentos de prazer. O presente estudo se insere no âmbito da extensão universitária visando à educação nutricional para idosas. O objetivo do estudo foi promover atividade sobre educação nutricional para idosas em comunidade rural, por meio de troca de receitas trazidas pelas mesmas, para maior sensibilização e troca de experiências. Trata-se de uma pesquisa ação desenvolvida com um grupo de 130 idosas que se reúnem semanalmente no salão paroquial de uma cidade localizada na região metropolitana de Curitiba - PR. Para subsidiar as atividades educacionais, os extensionistas reuniram-se nos meses de agosto e setembro de 2018 para a elaboração de quatro atividades: pirâmide alimentar, orientação sobre o consumo de açúcar, gordura e sal encontrado em alimentos industrializados; modelo do prato saudável e paródia sobre alimentação saudável. O encontro com a comunidade ocorreu em outubro de 2018, por meio de uma prática reflexiva, com a de troca de saberes entre os acadêmicos extensionistas e as idosas. A atividade nutricional despertou vários questionamentos, não somente sobre a alimentação, mas também sobre patologias inerentes à idade tais como hipertensão e diabetes, bem como a rotina das participantes. A extensão possibilita a percepção da realidade e, por meio dela, a construção de novos e diferentes saberes a partir da fusão do conhecimento popular com o científico, além de favorecer a promoção da saúde a partir de um prisma holístico, com melhora na qualidade de vida, onde as diversas visões de mundo são respeitadas.


Palavras-chave


Educação em Saúde, Idosos, Hábitos Alimentares, Extensão Universitária.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12957/interag.2019.53545

ISSN: 1519-8847 | E-ISSN: 2236-4447
Depext-SR3/UERJ